Convenção anual da Conib debate estratégias políticas e demografia judaica


Em sua 43ª convenção anual, realizada nos dias 22 e 23 de novembro em São Paulo, a Confederação Israelita do Brasil abordou os principais desafios comunitários, apresentou resultados parciais de um censo judaico brasileiro e debateu a posição do governo brasileiro e de integrantes do Congresso Nacional sobre a questão do Oriente Médio.

A convenção teve a participação de cerca de 40 pessoas, com a presença de Ronald Leopold, presidente da ONG holandesa Anne Frank House, e de lideranças comunitárias de 14 estados brasileiros.

Um painel especial, conduzido pelos jornalistas Alon Feuerwerker e Rodrigo Ledo, da FSB Comunicações, abordou os resultados do trabalho de monitoramento e diagnóstico dos poderes executivo e legislativo, que tem auxiliado a Conib na escolha de estratégias.

O sociólogo e demógrafo René Decol apresentou os resultados do censo judaico brasileiro, realizados a partir de dados do censo do IBGE de 2010. As conclusões serão divulgadas pela Conib em 2013.

Reunião do CONIB

Reunião do CONIB


Ronald Leopold falou sobre a importância da parceria entre o Ministério de Educação da Holanda e a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo para levar metodologias educativas da ONG Anne Frank House, de Amsterdã, a escolas públicas paulistas e elogiou a vitalidade da comunidade judaica brasileira. A parceria é resultado da viagem organizada pela Conib que levou, em julho último, a Amsterdã, diretores das escolas Anne Frank brasileiras e o subsecretário de Articulação Regional da Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, Rubens Antonio Mandetta.

Foram também apresentadas no evento as principais realizações da Conib neste ano, no combate à intolerância, no contato com lideranças políticas e no diálogo inter-religioso. As entidades federadas divulgaram suas principais ações e demandas.

Anúncios