Israel proíbe batismos no rio Jordão devido aos altos índices de poluição e riscos à saúde


batismo no rio Jordão, Israel

Preocupado com os altos índices de contaminação, o Ministério da Saúde de Israel emitiu um decreto proibindo a realização de cerimônias de batismo no rio Jordão.

De acordo com estudos realizados pelo órgão, o nível de contaminação supera em quatro vezes o limite aceitável, e a maior parte da poluição do rio se dá por esgoto doméstico, que é despejado ao longo do leito sem tratamento.
Um novo estudo está sendo realizado a pedido de ambientalistas, para determinar exatamente os níveis de contaminação e quais os riscos à saúde dos banhistas e religiosos. A fauna e flora das margens do rio vem sofrendo um processo de extinção, devido às atuais condições da água, que além de estar poluída, contém alto índice de salinidade.
O local do batismo de Jesus fica próximo à Cisjordânia, e é conhecido como Qasr al-Yahud (em tradução livre, significa Castelo dos Judeus). Esta área está entre os locais proibidos pelo decreto.
O Ministério do Turismo de Israel, que recentemente investiu milhões de dólares para divulgação do turismo religioso, estuda medidas para remediar a situação.
fonte: enviado por e-mail por Rua Judaica 04/01/2013

Anúncios