Os Judeus e os Judeus Adventistas nas Grandes Cidades


A história dos judeus ajudou a moldá-los como um povo urbano. Durante os tempos medievais era proibido para os judeus comprar terras ou propriedades rurais forçando-os a atividades comerciais nas cidades. Durante os tempos de perseguição, eles fugiram de cidade para cidade imigrando do Oriente Médio para a Europa e para terras além mar se estabelecendo em grandes cidades.
Tel Aviv

Os judeus começaram a construção da nova cidade de Tel Aviv em 1910. Hoje é a maior área metropolitana de Israel e abriga a segunda maior população de judeus no mundo, cerca de 2 milhões. A maior concentração de Judeus está nos Estados Unidos , com mais de 6 milhões. As cidades com maior índice de judeus são New York com uma população de 2,3 milhões , enquanto Miami tem 600.000 e Los Angeles 500.000 judeus.
A terceira maior população judaica pode ser encontrada em torno de Paris , entre 350.000 a 400.000 . Em seguida, vem Londres ( 200.000) , em seguida, Toronto (175.000 ) , Buenos Aires (175.000 ), Moscou ( 110.000) , São Paulo ( 80.000) , Rio de Janeiro ( 75.000) e Melbourne (70.000), já os adventistas são 17.000.000 espalhados por 205 países.
Os judeus-adventistas tem seu foco voltado a sua Herança através do Centro de Amizade Judaico-Adventista Mundial que visa estabelecer continuamente projetos nessas grandes cidades como meio de resgatar entre os adventistas de origem judaica, judeus simpatizantes e também não judeus, os valores do Tanakh e da Herança Judaica.

Nova York, Estados Unidos
A liderança Congregações Adventistas do Sétimo Dia recentemente aprovou um plano para as cidades do mundo, começando em 2013 com Nova York. Ralph Ringer é o coordenador de aproximação e diálogo na América do Norte juntamente com o Dr. Alexander Bolotnikov que tem feito contatos de amizade e partilha do conhecimento comum.
Judeus Nova York

São Paulo, Brasil
Os judeus-adventistas de São Paulo estão bem otimistas. Este trabalho foi iniciado pelo Dr. Reinaldo Siqueira há cerca de 12 anos atrás. Dr. Siqueira construiu uma forte relação com a comunidade judaica e o rabino-chefe da cidade.

Há alguns anos, os membros adventistas judeus de São Paulo entenderam que , se quisessem ter uma aproximação de resgate das tradições e Herança que une as duas comunidades teriam que formalizar sua sinagoga no coração de bairro judeu. Foi um ato de emuná shelema, fé completa, pois as propriedades são muito caras. Porém, Hashem os abençoou e eles compraram um prédio perto de uma universidade pública. Este edifício (foto abaixo) está sendo reformado e espera-se dedicá-lo ainda este ano.

Judeus adventistas em São Paulo

Além de ser uma Sinagoga Judaica Adventista este edifício servirá como um centro de estudos ligado à Universidade Adventista de São Paulo. Todos poderão progredir em seu conhecimento da tradição bíblica e judaica. Há certeza que este centro de estudos vai se tornar um centro bem conhecido em São Paulo para estudos judaicos, e que através destes estudos as pessoas vão aprender mais sobre o judaísmo da época de Yeshua e a Herança que Ele deixou.

Paris , França
Um dos projetos mais recentes é em Paris, onde há entre 350.000 a 400.000 judeus. Durante muitos anos, tem sido um desafio para iniciar uma nova congregação adventista judaica lá. Trabalhando com a liderança adventista em França. Foi muito encorajador para o primeiro culto em janeiro, com 30 pessoas presentes.
O objetivo, no início deste trabalho é adorar com as pessoas que estão interessadas em aprender a cantar e orar em hebraico. Atualmente está em processo a criação de um livro de orações franco- hebraico resgatando as matizes judaicas que unem judeus e judeus-adventistas.

Comunidades Judaico-adventistas em 2012
Estados Unidos : 29
Israel : 28
Brasil : 6
Argentina : 4
Ucrânia : 3
Chile : 2
Austrália : 1
França : 1
Alemanha : 1
Holanda: 1
Uruguai : 1

Yeshua, um rabino de Israel, teve grande impacto entre os judeus de sua época. As pessoas ficaram impressionadas com sua doutrina e obras. Um grande número de judeus de Jerusalém O recebeu alguns dias antes de Sua morte. No dia de Shavuot, Pentecostes, quando os talmidim receberam o Ruach há Kodesh, o Espírito Santo, houve uma grande cerimônia de purificação mikvê. A B’rit Hadashah fala muito sobre a judaicidade dos ensinamentos de Yeshua que infelizmente tem se perdido através dos séculos, no entanto, a iniciativa dos judeus adventistas visa reparar essa brecha.
Apesar do resgate da Herança Judaica que une as duas comunidades que vivem nas grandes cidades ser um desafio , os judeus-adventistas estão otimistas. É um ministério de acordo com a vontade de D’us por isso estamos confiantes de Sua bênção, disse um dos líderes.
Por favor, orem pelo Centro de Amizade Judaico- Adventista enquanto trabalhamos para atender às necessidades e os corações dos nossas irmãs e irmãos judeus.
elofer-richard

Richard Elofer
Diretor do Centro de Amizade Judaico- Adventista Mundial, Jerusalém

Anúncios