ALARMANTE : 75% DOS JUDEUS ENTREVISTADOS PRETENDE DEIXAR A FRANÇA


Quase 75 % dos milhares de judeus franceses que participaram de uma pesquisa recente disseram que estão emigrando. Os resultados da pesquisa divulgados pela organização Siona de judeus sefaraditas franceses, com sede em Paris, abrangeu 3.833 participantes da comunidade judaica da França. Dos 74,2 % dos inquiridos que disseram que estão pensando em sair, 29,9 % citaram o anti-semitismo como motivo principal. Outros 24,4 % citaram o seu desejo de “preservar seu judaísmo”, enquanto 12,4 % disseram que foram atraídos por outros países. “Considerações econômicas” foram citadas por 7,5 % dos inquiridos.

judeu francês

Print Edition

No total, 95,2 % de todos os entrevistados na pesquisa online, conduzida pela Siona de 17 abril a 16 maio, disseram que viram o anti-semitismo como “muito preocupante” ou “preocupante”. Pouco mais da metade, ou 57,5 % dos entrevistados, disseram que “os judeus não têm futuro na França”, enquanto 30,6 % disseram que há um futuro para os judeus lá. Questionados sobre se eles tinham experimentado pessoalmente incidentes anti-semitas nos últimos dois anos, 14,5 % respondeu afirmativamente, mas desses, apenas 21,2 % apresentaram uma queixa junto a polícia. Uma pesquisa semelhante, em 2012, mostrou que um quarto dos judeus que sofreram incidentes anti-semitas tinham apresentando uma queixa, segundo a instituição Siona observou em um comunicado, acrescentando: “Os resultados são motivo de preocupação.&quo t; 93% disse que o Estado francês não tinha meios eficientes para combater a “propaganda excludente de pró-palestinos islâmicos”, enquanto 93,4 % disseram que os meios de comunicação franceses são parcialmente responsáveis ??pelo problema do anti-semitismo na França. Cerca de três quartos disseram que as instituições judaicas francesas eram impotentes para parar o anti-semitismo.

Fonte: Rua Judaica de 23 de maio de 2014

Anúncios