SERÃO MULTADOS OS QUE TRABALHAREM NO SHABAT EM TEL AVIV


Os supermercados e mercearias em Tel Aviv que permaneceram abertos para negócios no sábado serão multados após recente decisão controversa do ministro do Interior, Gideon Sa’ar, que vetou uma emenda à lei municipal que permitiria centenas de mercados da cidade a permanecerem legalmente abertos no Shabat.

Inspetores municipais de Tel Aviv multaram os empresários que abriram seus negócios em cerca de NIS 730 (213,5 dólares).

israel sábado

De acordo com a lei judaica, o Shabat é um dia de descanso semanal, que começa sexta-feira ao pôr do sol e termina sábado, depois do por do sol. Judeus tradicionalmente não trabalham neste dia.

Tel Aviv é uma cidade em grande parte secular e muitos mercados permanecem abertos em todo o Shabat, pagando uma pequena multa para o município. Esta prática está em curso, há vários anos, e tem permitido que muitos permaneçam abertos durante toda a semana.

Sa’ar disse que o regimento desqualificado tem “prejudicado os valores desproporcionais no Shabat que violam a regra que proíbe o comércio no sábado,” de acordo com o Jerusalem Post.

No entanto, ele também acrescentou que três zonas comerciais da cidade – Porto de Tel Aviv, Porto de Jaffa, e Hatahana D – serão autorizados a conduzir os negócios como de costume, no Shabat.

Fonte: Rua Judaica 11 de julho de 2014

Anúncios