PAPA FRANCISCO DENUNCIA EXPULSÃO DOS CRISTÃOS DO ORIENTE MÉDIO



O Papa Francisco disse que os cristãos estão sendo “expulsos do Oriente Médio” em uma mensagem para os cristãos iraquianos forçados a fugir de Mossul por jihadistas do ISIS.

“Os cristãos estão sendo expulsos do Oriente Médio em sofrimento”, disse o pontífice em uma mensagem de vídeo ao cardeal francês Philippe Barbarin que visitou a cidade iraquiana de Erbil, onde milhares de cristãos se refugiaram após a queda de sua cidade em junho.

Milhares de cristãos se refugiaram em Erbil após jihadistas em junho invadirem Mosul, segunda maior cidade do Iraque, e forçarem centenas de milhares de cristãos e membros da comunidade Yazidi a fugir de suas casas. 

Description: http://multimidia.correiodopovo.com.br/thumb.aspx?Caminho=multimidia/2014/07/20/339997.JPG&Tamanho=617


Na semana passada, o pontífice visitou a Turquia, onde se encontrou com Bartholomew I, o patriarca ecumênico e líder espiritual de cerca de 250 milhões de cristãos ortodoxos.

Os dois clérigos emitiram uma declaração conjunta onde se manifestaram contra a violência anticristã na região.

“Como eu mencionei em Ancara … devido a um grupo extremista fundamentalista, comunidades inteiras, especialmente mas não só os cristãos e yazidis, sofreram, e ainda sofrem com a violência desumana por causa de sua identidade religiosa étnica “, disse o Papa.

“Cristãos e yazidis foram retirados à força de suas casas, têm de desistir de tudo para salvar suas vidas e não negar a fé.”

A violência também afetou edifícios sagrados, monumentos, símbolos religiosos e do patrimônio cultural, como se para apagar todos os vestígios da memória. 


Description: http://s2.glbimg.com/t2u62xsTepQPliS7ZG63Y8EzG1g=/s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2014/11/30/turkey-pope_fran.jpg


Al-Azhar, o centro de maior prestígio do Islã sunita de aprendizagem, exortou os cristãos no mundo árabe a “ficarem enraizados em seus países de origem”, em face da violência jihadista, e não fugirem para o exílio.

“Nós condenamos o exílio forçado dos cristãos e outros grupos religiosos ou étnicos”, disse Barbarin, arcebispo católico romano de Lyon, e sua diocese está geminada com a de Mosul. Ele está em sua segunda viagem para Erbil desde Mosul.

Fonte: Rua Judaica 12/12/14

Anúncios