VENDIDO EM LEILÃO O TELEGRAMA QUE MOTIVOU O SUICÍDIO DE HITLER



Um telegrama que pode ter afetado todo o curso da Segunda Guerra Mundial foi vendido em um leilão por 55 mil dólares, na terça-feira passada, de acordo com relatos do The Washington Post.

Retirado do bunker de Hitler no fim da Segunda Guerra Mundial como uma lembrança pelo Capt. Benjamim Bradi, um soldado americano que não falava alemão, o significado do pedaço de papel passou despercebido durante anos. O filho de Bradi encontrou o telegrama nos pertences de seu pai e, mais tarde, escreveu sua tese sobre o assunto.  O telegrama, enviado para Adolf Hitler de seu número 2, Hermann Goering, na semana que antecedeu ao suicídio de Hiter, dizia:

Meu Führer: General Koller me deu hoje um briefing com base em comunicações que lhe foram dadas pelo coronel-general Jodl e General Christian, de acordo com o qual você se referiu a certas decisões para mim e enfatizou que, se fosse necessário, tomaria uma posição mais fácil do que você em Berlim. Estes pontos de vista foram tão surpreendentes e graves para mim que eu senti obrigado a assumir que você perdeu a sua liberdade de ação. Vou então ver as condições do seu decreto como cumprir e agir para o bem estar da Nação e da Pátria. Você sabe o que eu sinto por você nestes momentos mais difíceis da minha vida e eu não posso expressar isso em palavras. Deus me proteja e me permita que você, apesar de tudo, venha o mais rápido possível.  
O seu fiel Hermann Goering

De acordo com o relatório, fontes próximas a Hitler usaram esse telegrama para colocá-lo com raiva. Hitler tinha anteriormente designado Goering como seu sucessor no caso de que qualquer dano acontecesse com ele. O texto do telegrama indica que Goering estava perguntando sobre se essa linha de sucessão ainda estava seguindo o desaparecimento de Hitler dos olhos do público. Associados de Hitler levaram-no a ver este telegrama como um ato de traição, assumindo que Goering tinha lançado um golpe de estado. 

Hitler descartou Goering de sua posição, afirmando que, se o líder nazista abrisse mão de seu poder, Hitler lhe permitiria manter sua vida. O relatório indicou que depois de sua fúria inicial diminuir, Hitler caiu em um estado depressivo. Sete dias depois, em 30 de abril de 1945, Hitler se suicidou em seu bunker. O telegrama foi vendido por Alexander Historical Auctions a um comprador não identificado na América do Norte.

www.ruajudaica.com

Anúncios