ORTODOXOS NÃO QUEREM CINEMAS NO SHABAT EM JERUSALÉM


Centenas de judeus ultra-ortodoxos israelenses foram às ruas de Jerusalém, na sexta-feira passada à noite, para protestar contra a abertura de um novo cinema multiplex, que funcionará no shabat.

Os manifestantes atiraram pedras contra a polícia e quebraram janelas para protestar contra a abertura do complexo de cinema multiplex “Sim Planet”.

Judeus ultra-ortodoxos em Jerusalém e em toda Israel protestam, muitas vezes, contra empresas sendo abertas durante o shabat já que eles vêem isto como uma profanação do dia santo.

Os dois protestos na sexta-feira à noite ocorreram em bairros distantes do novo cinema e depois que a polícia foi capaz de controlar os manifestantes, foi restaurado o silêncio e eles deixaram a área.

O novo complexo, construído em conjunto com a Fundação Gabriel Sherover, terá 28.500 metros quadrados e dispõe de 16 salas de cinema.

Após a abertura oficial do cinema, Moshe Greidinger, CEO da empresa-mãe da Yes Planet’s Cineworld PLC, disse que estava ciente da possibilidade de que grupos haredim podiam protestar.

“Eu acredito em viver e deixar viver, a qualquer hora, não ferindo outra pessoa”, disse Greidinger. “Eu cresci com as guerras de Shabat” – no final você chegará a um status quo e eu acredito que vai ser assim desta vez também.”

“Nós vamos cuidar de cultura, entretenimento e necessidades de lazer dos residentes de Jerusalém, bem como aqueles turistas de todo o mundo”, acrescentou Greidinger.

www.ruajudaica.com

Anúncios