Kohanim e profetas ímpios


Domingo 

Vivendo mais de dois mil anos distante de Y’hudah, no sentido cronológico, e talvez ainda mais no sentido cultural e social, é difícil entender tudo o que se passava no tempo de Yirmeyahu. Quando leem a Bíblia, especialmente as duras advertências e ameaças que D’us proferiu contra as pessoas, muitos acham que o Eterno é apresentado como alguém severo, cruel e vingativo. Contudo, essa é uma falsa concepção, baseada apenas numa leitura superficial dos textos. O que o Tanakh revela é o mesmo que os Escritos da B’rit Hadashá apresenta: D’us ama os seres humanos e deseja sua Yeshuah [salvação], mas não força nossa escolha. Se quisermos fazer o mal, mesmo diante de Seus apelos, somos livres para isso. Só temos que nos lembrar de que há consequências, e que somos advertidos a respeito delas com antecedência.
1. Quais eram os males com os quais o Eterno estava lidando em Y’hudah e contra os quais Yirmeyahu estava profetizando? Yirmeyahu 23:14, 15; 5:26-31

JEREMIAS (1)

A lista de males apresentada nesses textos é apenas uma pequena amostra das coisas em que o povo de D’us havia caído. Tanto os profetas quanto os kohanim [sacerdotes] eram “ímpios” (Yirmeyahu 23:11), uma grande ironia, considerando que os kohanim deviam ser representantes de D’us, e os profetas, porta-vozes dEle. Esse foi só o princípio dos problemas que Yirmeyahu confrontou. Os males apresentados são de vários tipos. Existia a apostasia dos líderes espirituais; eles também encorajam os malfeitores a “nunca se voltarem de seus pecados” (Yirmeyahu 23:14). Mesmo quando o Eterno advertia sobre o juízo vindouro, os profetas diziam ao povo que isso não ocorreria. Enquanto isso, como estavam muito longe de D’us, o povo se havia esquecido da admoestação sobre cuidar dos órfãos e defender os necessitados (Yirmeyahu 5:28). De todas as formas, a nação havia se afastado do Eterno. Grande parte da Bíblia, pelo menos entre os livros proféticos da Bíblia Hebraica, registra o esforço do Eterno para chamar de volta Seu povo desobediente. Ou seja, apesar de todos esses males, e outros mais, Ele estava disposto a perdoá-los, curá-los, e até mesmo restaurá-los. Mas, se eles não quisessem, que mais poderia ser feito?

Leitura Chumash parashat Vayerá, 1ª Alyá (Genesis 18:1-18:14) Tehilim 66-68; Leitura Reavivados por Sua Palavra: Vaykrá 16 Leitura Anual: Lucas 15–17

Anúncios