Yirmeyahu no tronco


Segunda-Feira 

O trabalho dos profetas sempre foi transmitir a mensagem de D’us, não contar quantas pessoas a aceitam ou rejeitam. No momento em que os profetas proclamam a mensagem, geralmente é baixo o número das pessoas que aceitam o que eles estão proclamando. por exemplo, embora não saibamos quantos estavam vivos no tempo de Noach, é razoável presumir que a maioria não foi receptiva, dado o pequeno número de pessoas que entraram na arca. Ao longo de toda a história sagrada, esse parece ser o padrão.

Jeremias 2

2. Leia Yirmeyahu 20:1-6. Que tipo de recepção teve a mensagem do profeta?
para obter uma compreensão melhor do que estava ocorrendo, é bom ler exatamente as palavras que Yirmeyahu havia profetizado, palavras que lhe causaram problemas junto ao alto funcionário mencionado na passagem. Em Yirmeyahu 19, temos parte dessa profecia: D’us traria o mal sobre aquele lugar (Yirmeyahu 19:3), faria com que as pessoas caíssem pela espada e seu corpo fosse comido pelas aves do céu e pelos animais selvagens (Yirmeyahu 19:7), e faria com que os habitantes de Y’hudah comessem a carne uns dos outros (Yirmeyahu 19:9). Ninguém teria ficado feliz em ser objeto de uma profecia dessa natureza. Mas pash’chur, como kohen, ficou especialmente ofendido. Como ocorre com a maioria das pessoas, sua reação inicial foi rejeitar a mensagem; afinal de contas, quem desejaria acreditar em algo tão horrível? Mais do que isso, usando sua posição, pash’chur cometeu o erro de punir o mensageiro. Mandou açoitar Yirmeyahu conforme a Torah (Devarim 25:1-3) e o prendeu no tronco. No dia seguinte, pash’chur o libertou. No entanto, essa experiência dolorosa e humilhante não impediu Yirmeyahu de continuar a transmitir sua profecia, desta vez não apenas contra a Y’hudah, mas especificamente contra pash’chur e sua família. Não demoraria muito para que a sorte de pash’chur e seus familiares se tornasse um exemplo a ser temido por todos os que os vissem nas correntes do cativeiro. Esse é também o primeiro lugar do livro de Yirmeyahu em que Bavel é mencionada como o local do exílio (os capítulos, e mesmo as seções dos capítulos, não estão em ordem cronológica).
Imagine ouvir algo assim profetizado contra você. Sua reação seria diferente? Qual deveria ser sua reação? Leia Atos 2:37.

Leitura Chumash parashat Vayerá, 2ª Alyá (Genesis 18:15-18:33) Tehilim 69-71; Leitura Reavivados por Sua Palavra: Vaykrá 17 Leitura Anual: Lucas 18–20

Anúncios