O Cinto de Linho


Quinta-feira

 

6. Leia Yirmeyahu 13:1-11. Que ato simbólico Yirmeyahu foi orientado a realizar? Que importante lição esse ato devia ensinar?

Profeta

Esse ato simbólico tem causado algumas dificuldades para os intérpretes porque parah [o rio Eufrates] (uma interpretação comum da palavra hebraica ְפָּר ָתה [p’rata], mas não necessariamente a única) ficava a centenas de quilômetros de Yerushalayim. ‘Ezrah precisou de quatro meses para fazer esse trajeto numa viagem só de ida (‘Ezrah 7:9). para entender melhor a mensagem, D’us fez com que Yirmeyahu fizesse o trajeto duas vezes, ida e volta. Assim, alguns sábios têm argumentado que a referência é a algum outro ponto geográfico. por outro lado, alguns argumentam que as longas distâncias que ele teve que viajar ajudaram a mostrarlhe quão distante era o lugar para o qual os bnei Yisra’el seriam levados. Além disso, depois de voltar de uma viagem tão longa, Yirmeyahu podia entender como seria a alegria da volta após 70 anos de cativeiro. Seja como for, o cinto simboliza Yerushalayim com o templo, que estavam puros e simples (sem verniz) na época do chamado. O homem que estava usando o cinto é o próprio D’us. Isso mostra, entre outras coisas, a ligação íntima que D’us tinha com Seu povo. Alguns estudiosos veem significado no fato de que o cinto era feito de linho, o mesmo material das vestes dos kohanim (Vaykrá 16:4); afinal, Y’hudah devia ser uma nação sacerdotal (Shemot 19:6). Assim como o cinto tinha ficado arruinado, o mesmo ocorreria com o orgulho da nação. Como um cinto se apega à cintura de um homem, essas pessoas haviam no passado se apegado ao Eterno, e eram Sua fonte de louvor e glória. Mas haviam se tornado maculadas e estragadas pelo contato com as culturas vizinhas.

7. Compare Yirmeyahu 13:11 com Devarim 4:5-8. De que forma esses versos mostram o que aconteceu com a nação? O que essas passagens dizem a nós?

Estudo Diário

Leitura Chumash parashat Chayê Sará, 5ª Alyá (Genesis 24:53-24:67) Tehilim 108-112;

Leitura Reavivados por Sua Palavra: Vaykrá 27 Leitura Anual: Yochanan 19–21

Anúncios