O Chamado para a Morte


De nossa perspectiva, ao olhar para trás, é difícil crer na dureza de coração das pessoas. Como vimos na lição de ontem, a mensagem de Yirmeyahu, embora forte, ainda era repleta de esperança. Se aquelas pessoas se arrependessem, D’us suspenderia as horríveis punições que, com base nas promessas e maldições da B’rit [aliança], viriam sobre elas. Se tão somente elas fizessem o que deviam fazer, se obedecessem a D’us e obtivessem a B’rachá [bênção] resultante da obediência, então tudo ficaria bem. D’us perdoaria, curaria, restauraria. A provisão da Besorá, que viria futuramente por meio do sacrifício do Mashiach, seria suficiente para perdoar todos os seus pecados e restaurá-las. Que mensagem de esperança, promessa e Yeshuah [salvação]!

JEREMIAS (1)

5. Qual foi a resposta dos líderes a Yirmeyahu e à sua mensagem? Yirmeyahu 26:10, 11

Em Yisra’el, apenas um tribunal legalmente reunido poderia emitir uma sentença de morte. Só o voto da maioria dos juízes era aceitável para a pena de morte. Os kohanim e profetas levaram Yirmeyahu ao tribunal com suas acusações mortais. Seus opositores desejavam apresentá-lo como traidor e criminoso político.
6. Qual foi a resposta de Yirmeyahu? Yirmeyahu 26:13-15
Yirmeyahu não recuou de forma alguma do que havia dito; com a ameaça de morte diante de si, o profeta, ainda que estivesse com certo medo, não amenizou uma única palavra da mensagem que havia recebido do Eterno, que o havia advertido especialmente, desde o começo, a não omitir uma única palavra (Yirmeyahu 26:2). Assim, em contraste com o Yirmeyahu que às vezes lamentava, reclamava e amaldiçoava o dia de seu nascimento, agora o vemos como um homem de D’us que permanecia fiel e convicto.
Você já teve que permanecer firme e pagar um alto preço em defesa do que acredita? Se você nunca teve que fazer isso, haveria algo errado em sua vida?

Leitura Chumash parashat Toledot, 4ª Alyá (Genesis 26:23-26:29) Tehilim 140-144;

Leitura Reavivados por Sua Palavra: B’midbar 6 Leitura Anual: Atos 16–18

Anúncios