Adventistas ajudam refugiados na Alemanha


 

Um pequeno grupo de líderes adventistas do sétimo dia se reuniu com os refugiados recém-chegados á Alemanha para avaliar as suas necessidades e para determinar o que podem fazer para ajudá-los.

Eles viajaram para um histórico ex-lar de idosos em Seeheim, uma pequena cidade nos arredores de Frankfurt, onde o governo alemão está abrigando cerca de 100 imigrantes.

O resultado da primeira visita foi “muito positiva”, disse Corrado Cozzi, diretor de comunicação para a Divisão Inter-europeia dos Adventistas, cujo território inclui a Alemanha.

“Uma família nos recebeu de braços abertos e nos convidou visitá-los”, disse Cozzi.

A família síria incluiu um pai, mãe e seis filhos, o mais novo dos quais nasceu, assim como a família chegou na Alemanha. Os pais são relativamente jovens, e o pai é um médico que teve uma vez um negócio rentável na Síria.

Os pais decidiram fugir do país devastado pela violência por causa de suas muitas crianças pequenas.

“Ao contarem como sobreviveram ao seu êxodo, é compreensível a alegria que sentem por ter chegado na Alemanha”, Cozzi disse em um comunicado.

A família e muitos outros imigrantes na unidade alemã estão à espera de autorização de residência, um documento que lhes permitirá permanecer na Alemanha e procurar emprego. Mas primeiro eles vão passar por uma série de entrevistas para verificar a validade de seus documentos e seu status de refugiado desejado.

Falando com os imigrantes, os visitantes adventistas confirmaram que eles estavam seguindo várias rotas para chegar à Europa continental.

“Claro, pagando extra, você chega mais rápido”, disse Cozzi. “Mas a maioria não tem suficientes recursos financeiros disponíveis.”

Ele disse que os adultos manifestaram a vontade de voltar para a Síria se a paz for restaurada e os muçulmanos, cristãos e outros grupos religiosos poderiam viver juntos.

“Se o país voltasse a ser como era eles estariam dispostos a voltar”, disse.

Os sorrisos nos rostos das crianças imigrantes indicaram que não se importam em ficar na Europa, disse Elsa Cozzi, diretora do ministério de crianças para a Divisão Inter-européia.

“Foi um pouco difícil de nos comunicarmos, porque nós não falamos a mesma língua”, disse ela.

“Nós nos comunicamos com um pouco de alemão traduzida em Inglês e às vezes em francês, mas a língua não foi uma barreira. Nos conectamos com sorrisos e abraços. Nós mostramos e partilhamos muito carinho “.

Três funcionários da Rádio Mundial Adventista entrevistaram os imigrantes sobre a sua passagem para a Alemanha através da Turquia e da Grécia.

“Essas histórias não são para ser tornadas públicas por motivo de prudência e de proteção”, disse Daryl Gungadoo, gerente de distribuição global da Rádio Mundial Adventista. “Estas são coisas que todos nós vemos na televisão, mas ouvir de alguém que experimentou em primeira mão certamente tem um efeito completamente diferente.”

Os imigrantes falaram dos desafios da alimentação, descanso, chuva, lama, desconforto e medo imperiosa de não fazê-lo para o seu destino. Mas eles também tinham uma certa paz sobre eles, uma calma que eles tinham alcançado ao chegar na Alemanha.

Os adventistas alemães estão se organizando para dar assistência regular aos imigrantes. Desbravadores locais estão preparando programas para crianças refugiadas. Os líderes das congregações estão recolhendo roupas de inverno, uma necessidade iminente do recém-chegadas.

Mas “mais do que as necessidades materiais, as pessoas precisam falar e comunicar seus sentimentos e emoções, para desabafar, para compartilhar suas histórias”, disse Cozzi. “Você não vêm aqui apenas uma vez para oferecer o seu tempo e ouvir essas pessoas. O que é importante é uma intervenção constante que permite que essas pessoas não se sintam [que são]  objeto de piedade, mas de respeito. “

Equipe da Adventist Review

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s