DIA DE RECORDAÇÃO DOS REFUGIADOS JUDEUS


 

Nesta segunda-feira,31 de novembro, Israel está realizando a segunda comemoração anual da expulsão de 850.000 judeus de países árabes e muçulmanos no curso do século XX. A lei foi aprovada pelo Knesset, em 2014, após anos de esforços e negociações, designando 30 de novembro como a data oficial da comemoração anual da expulsão dos judeus de terras islâmicas. Seu decreto de aplicação foi assinado em 23 de junho e será marcado nesta segunda-feira pela segunda vez. Os judeus tinham vivido em países árabes por milênios. Um número de comunidades judaicas havia residido lá mesmo antes da chegada do Islã. Mas, no século XX, com a ascensão do nacionalismo árabe e devido ao conflito que abalou a Palestina (então sob o mandato britânico), os judeus foram agredidos e os seus direitos foram violados em uma escala maciça. A data de 30 de Novembro tem um significado especial já que em 29 de novembro de 1947, a Assembléia Geral da ONU aprovou a divisão da Palestina e a criação de um Estado judeu, que foi imediatamente e unanimemente rejeitado pelas nações árabes. Assim, a expulsão dos judeus de países árabes foi apresentada, inicialmente, como uma espécie de vingança para essa decisão. A Assembleia Geral das Nações Unidas convocou 197 vezes, entre 1946 e 2014, para discutir o estatuto dos “refugiados palestinos”, e nem uma vez para mencionar a situação dos refugiados judeus dos países árabes.

www.ruajudaica.com

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s