DOCUMENTÁRIO SOBRE CANTORA AMY WINEHOUSE ESTÁ ENTRE OS SEMI-FINALISTAS DO OSCAR 2016



Uma dúzia de documentários sobre temas judaicos e israelenses, que disputam a glória do Oscar, foram em grande parte eliminados quando a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas estreitou a lista de 124 candidatos para 15 semi-finalistas.

O único sobrevivente anunciado como semifinalista foi “Amy”, um documentário britânico sobre a cantora e compositora Amy Winehouse, descrito por seu irmão como “uma criança judia do Norte de Londres com um grande talento.”

Sua carreira meteórica e vida torturada foi interrompida aos 27 anos pelo abuso de drogas e envenenamento por álcool.

Dois cineastas americanos e judeus também estão entre os cineastas favorecidos para o topo da competição. Um deles é Davis Guggenheim, o diretor de “Ele me chamou Malala”, um retrato íntimo de Malala Yousafzai, do Paquistão, que foi agraciada com o Prêmio Nobel da Paz, aos 17 anos, por defender o direito à educação para as meninas.

O outro é Joshua Oppenheimer, cujo filme “The Look of Silence” documenta o assassinato durante 1965 e 1966 de cerca de 500.000 supostos comunistas pelos militares indonésios.

Entre os contendores fora da corrida estão os documentários sobre primeiros-ministros de Israel, o nascimento da Força Aérea de Israel e lembranças sombrias por veteranos da Guerra dos Seis Dias.

Também foram eliminadas as recordações de um sobrevivente do Holocausto judeu polonês, depoimentos de filhos de dois criminosos de guerra nazistas e a entrada palestina satirizando restrições impostas por Israel sobre os meios de subsistência dos palestinos.

Os 15 candidatos restantes serão reduzidos a cinco quando as nomeações em todas as categorias serão anunciadas, em 15 de janeiro de 2016. Os vencedores do Oscar 2016 serão anunciados no dia 28 de Fevereiro.

www.ruajudaica.com

Anúncios