NAZISTA ALEMÃO DE 95 ANOS VAI A JULGAMENTO



A justiça alemã convocou um ex-enfermeiro do campo de concentração nazista de Auschwitz, de 95 anos de idade, a comparecer a um tribunal, apesar de suas dificuldades motoras e cognitivas, abrindo caminho para que ele seja julgado. O acusado, identificado como Hubert Z. segundo a imprensa alemã, deve responder por “cumplicidade” no extermínio de pelo menos 3.681 judeus que foram levados ao campo de Auschwitz no final do verão de 1944. O tribunal de apelação de Rostock (nordeste da Alemanha) invalidou decisão em primeira instância de junho passado, que estimava que Hubert Z. é “totalmente inapto” para ser julgado.

 

Os magistrados destacam em comunicado os “transtornos cognitivos” e as “fracas capacidades físicas” do ex-nazista, mas consideram que esses sintomas podem ser minimizados com acompanhamento médico durante a audiência. Assistido de “três defensores”, o ex-enfermeiro poderá se beneficiar de “pausas e interrupções para atendimento médico”, assim como da repetição das perguntas e explicações que julgar necessárias, detalha o comunicado. A data para a audiência ainda não foi marcada. Segundo a promotoria, a acusação se refere a 14 comboios de deportados que chegaram a Auschwitz, entre 15 de agosto e 14 de setembro de 1944, provenientes de Lyon, Rodas, Trieste, Mauthausen, Viena e Westerbork. Neste trem, o último comboio partiu do campo de trânsito em território holandês, se encontravam Anne Frank, seus pais Otto e Edith, e sua irmã mais velha, Margot, lembra a promotoria.

www.ruajudaica.com

Anúncios