REI DA ESPANHA SAÚDA JUDEUS QUE PRETENDEM READQUIRIR CIDADANIA ESPANHOLA


MADRID – O Rei da Espanha Felipe VI honrou os judeus sefaraditas que foram banidos, há mais de cinco séculos atrás, durante a Inquisição, depois que uma lei que permite a dupla cidadania para seus descendentes ter entrado em vigor.

A legislação visa corrigir o que o governo espanhol chama de “erro histórico” dos monarcas do país de Isabel e Fernando, que em 1492 ordenou que judeus se convertessem ao catolicismo ou saíssem do país,no espaço de apenas algumas semanas, sob pena de morte.

“Queridos sefaraditas, muito obrigado pela sua lealdade,” disse o Rei a representantes de judeus sefaraditas de diferentes países, no palácio real.

“Obrigado por terem mantido como um tesouro precioso a sua língua e seus costumes que são nossos também. Obrigado também por fazerem que o amor prevaleça sobre o rancor e por ensinar os seus filhos a amar este país.”

“Como temos saudades de você.”

Há uma estimativa de que existam 3,5 milhões de judeus de ascendência espanhola em todo o mundo – conhecidos como judeus sefaraditas.

A lei, que entrou em vigor no mês passado, concede-lhes a dupla cidadania.

Os candidatos não têm de estar praticando judaísmo, mas eles devem ter sua ascendência avaliada por autoridades judaicas e provar uma “relação especial” de conhecimento e sobre a Espanha.

Sob uma lei de 1924, o anterior governo tinha poderes discricionários para conceder a judeus sefaraditas nacionalidade, mas os candidatos tiveram de desistir de sua cidadania anterior e tiveram que ser residentes da Espanha.

Embora as estimativas variem, historiadores acreditam que pelo menos 200.000 judeus viviam na Espanha, antes de Isabel e Fernando mandarem converter ou sair como parte de uma política para unir o país sob a bandeira do catolicismo.

Muitos encontraram refúgio no Império Otomano, os Balcãs, África do Norte e América Latina, e aqueles que se recusaram a se converter ou a sair foram queimados na fogueira.

O Ministro da Justiça, Rafael Catala, disse que sua administração já tinha recebido cerca de 600 pedidos de nacionalidade espanhola.

Em outubro, o governo já havia acelerado pedidos de 4.300 judeus sefaraditas que haviam entrado com pedidos de nacionalidade antes da última lei entrar em vigor.

www.ruajudaica.com

Anúncios