Rebelião e Gueulá* – מרי וגאולה


De alguma forma, não sabemos exatamente por que, o pecado surgiu na criação perfeita de D’us, e esse pecado se tornou o ponto de partida daquilo que entendemos como o grande conflito [ ]. העימות הגדול uma coisa, porém, sabemos muito bem: como seres humanos, estamos envolvidos nesse conflito. Essa é uma guerra da qual nenhum de nós escapa. O grande conflito chegou à Terra quando hasatan enganou Adam e Havah com lisonjas e trapaças, fazendo com que a lealdade deles fosse removida de D’us e transferida para ele. Em resposta a essa tragédia, D’us, que havia previsto, “antes da criação do universo – (hivvased tevel – fundamentos da terra)” (Efésios 1:4), que tudo isso aconteceria, colocou em ação Seu plano de resgate, o que conhecemos como o plano da Gueulá.

grande conflito 2

Ao longo de toda a Bíblia, D’us está derrotando constantemente os propósitos de hasatan. A vinda do Mashiach como Imanu’el (ִעָמנוֵּאל), “D’us conosco”, recuperou o território que havia sido roubado de Adam e Havah. Yeshua triunfou onde Adam fracassou. Em Seu ministério, Ele mostrou Sua autoridade sobre a criação e sobre as forças do mal. pouco antes de Seu retorno para o Céu, Ele comissionou novamente Seus seguidores a ampliar as fronteiras de Seu reino celestial, e em Shavuot os capacitou para essa tarefa. Yeshua obteve a vitória decisiva na sua morte e ressurreição. O desafio sempre teve que ver com o lado ao qual escolhemos ser leais: o lado que ganhou ou o lado que perdeu. Embora a escolha devesse ser fácil e óbvia, devido ao fato de o conflito ainda estar em andamento e de os enganos estarem por toda parte, a batalha pela posse de nosso coração e de nossa mente continua. Nossa esperança e tefilah, portanto, é que as lições deste trimestre revelem alguns desses enganos, e, assim, nos ajudem não só a escolher o Mashiach, mas a permanecer com Ele, porque, como Ele prometeu, “13 mas quem suportar até o fim (HaKetz) será libertado” (Mattityahu 24:13).

Gueulá: redenção

Anúncios