Três B’rachot


No contexto da criação, a frase “e viu D’us que [algo] era bom – vayar Elohim ki tov” – ַו ַיְרא ֱאלֹ ִהים ִכּי-טוֹב” aparece sete vezes em B’reshit [Gn] 1: em referência à luz (1:4), à terra seca e ao mar (v. 10), às ervas que dão semente e às árvores que dão frutos (v. 12); em relação ao sol, à lua e às estrelas (v. 16), aos mares repletos de peixes e aos céus cheios de pássaros (v. 21); em referência aos animais selváticos, aos animais domésticos e aos répteis (v. 25). Finalmente, em relação à obra de D’us concluída, foi feita a declaração: “D’us viu tudo que ele fez, e isso de fato era ‘muito bom – Tov Meod – טוֹב ְמֹאד’” (B’reshit [Gn] 1:31). Além de declarar que tudo que havia feito era “Tov-meod – muito bom”, D’us foi um passo além “e abençoou – – ַוְי ָבֶרךְ Vayvarech” Sua criação em três áreas específicas. primeiro, Ele abençoou as criaturas marinhas e os pássaros, dizendo-lhes: “Sejam férteis, multipliquem-se, encham as águas dos mares, e que as aves se multipliquem sobre a terra” (B’reshit [Gn] 1:22).

bênção-priestly-judaica-589374

Em segundo lugar, quando Adam e Havah foram criados, D’us os abençoou também, com um encorajamento semelhante: “Sejam férteis, multipliquem-se, encham a terra […]” (B’reshit [Gn] 1:28). 1. Leia B’reshit [Gn] 1:22, 28. Ambas as B’rachot [bênçãos] começam da mesma forma, mas que aspecto extra é acrescentado para Adam e Havah? Junto com os peixes e os pássaros, os seres humanos participam do incentivo divino para que sejam fecundos e se multipliquem, mas houve uma diferença quando foi dada a Adam e Havah a responsabilidade de cuidar da Terra e de todas as suas criaturas. Aqui temos um vislumbre do significado de ser criado à imagem de D’us. O Criador convidou nossos primeiros pais a ser coadministradores para preservar a criação e cuidar dela (ver romanos 8:17; Hebreus 1:2, 3).

A terceira B’racha dada na história da criação é o Shabat (B’reshit [Gn] 2:3). Aqui há uma confirmação adicional do fato de que as pessoas são muito mais do que simples animais; foram criadas para desfrutar comunhão com o Criador de uma forma que nenhuma das outras criaturas pode fazer. Aqui vemos evidência inequívoca do lugar especial dado aos seres humanos na criação. Yeshua enfatizou esse ponto: “Olhem para os pássaros. Eles não plantam nem colhem nem armazenam em celeiros; entretanto, seu pai celestia os alimenta. Vocês não possuem mais valor que eles?” (Mattityahu [mt] 6:26). Sem desvalorizar as outras criaturas, Ele deixou claro que as pessoas são únicas e especiais na Terra.

O relato bíblico da criação da aos seres humanos a dignidade que um ponto de vista alternativo das origens, como a evolução, não pode dar. A luz do relato bíblico da origem humana, você esta tratando todas as pessoas como merecem ser tratadas?

Estudo Diário

Leitura Chumash parashat Vaerá, 1ª Alyá (Shemot [Êx] 6:2-6:13) Tehilim 106-107; Leitura reavivados por Sua palavra: D’varim [dt] 23 Leitura Anual: B’reshit [Gn] 8-11

Anúncios