Avraham


Ao passo que Avraham (que antes se chamava Avram) é conhecido por sua fidelidade, suas experiências de vida estão mais relacionadas à fidelidade de D’us para com ele. duas vezes D’us assegurou a Avraham que ele teria um filho. A primeira vez foi quando ele tinha 75 anos (B’reshit [Gn] 12:2, 4) e a segunda, cerca de dez anos mais tarde (B’reshit [Gn] 13:16). por fim, mesmo após muitos tropeços por parte de Avraham, nasceu o filho da promessa, o filho da aliança, e foi revelada a fidelidade de D’us para com Seu servo às vezes vacilante (ver B’reshit [Gn] 17:19, 21; B’reshit [Gn] 21:3-5).

4. Leia B’reshit [Gn] 22:1-19. Que esperança é revelada nesse texto a respeito do grande conflito ?העימות הגדול
“Foi para impressionar o espírito de Avraham com a realidade do B’rit Hadashá, bem como para provar sua confiança, que D’us mandou que ele matasse seu filho. A angústia que ele sofreu durante os dias tenebrosos daquela terrível prova foi permitida para que compreendesse, por sua própria experiência, algo da grandeza do sacrifício feito pelo infinito D’us para a redenção do homem. Nenhuma outra prova poderia ter causado a Avraham tamanha tortura de alma quanto o sacrifício de seu filho. D’us entregou Seu Filho a uma morte de angústia e vergonha. Aos anjos que testemunharam a humilhação e angústia de alma do Ben haElohim, não foi permitido que interferissem, como no caso de Yitz’chak. Não houve nenhuma voz a clamar: ‘Basta.’ A fim de salvar a humanidade caída, o rei da glória (Melech haKavod) entregou a vida (Tehilim 24:10). poderia ser dada uma prova mais forte da infinita compaixão e do amor de D’us? ‘Aquele que não poupou o próprio Filho, mas o entregou a favor de todos nós – será possível que, nos tendo dado seu Filho, não nos dê também todas as coisas?’ (Romanos 8:32).

Abraão e Isaque

“O sacrifício exigido de Avraham não foi somente para seu próprio bem, nem apenas para o benefício das gerações que se seguiram; mas também foi para instrução dos seres destituídos de pecado, no Céu dos céus e em outros mundos. O campo do conflito entre o Mashiach e hasatan, no qual o plano da salvação (הגאולה בתוכנית) se encontra formulado, é o livro de estudos do universo. Visto que Avraham havia mostrado falta de confiança nas promessas de D’us, hasatan o acusou perante os outros anjos e perante D’us de não ter cumprido as condições da aliança, e de ser indigno das bênçãos da mesma aliança. D’us desejou provar a lealdade de Seu servo perante o Céu dos céus, para demonstrar que nada menos que perfeita obediência pode ser aceito, e para revelar de maneira mais ampla, perante eles, o plano da salvação (הגאולה בתוכנית)” (patriarcas e profetas, p. 154, 155 contextualizado).

Estudo Diário
Leitura Chumash parashat Bô, 3ª Alyá (Shemot [Êx] 10:24-11:3) Tehilim 10-17; Leitura reavivados por Sua Palavra: D’varim [dt] 32 Leitura Anual: B’reshit [Gn] 37–39

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s