Para converter o coração deles


Eliyahu, hatishbi [o tishbita], deve ser um dos personagens mais marcantes da Bíblia. Inicialmente o encontramos diante de um rei alarmado, dizendo-lhe que não haveria chuva nos três anos seguintes (M’lakhim Alef [1rs] 17:1). Não era fácil chegar até um rei nem escapar de sua presença, mas esse homem peludo, que usava um cinto de couro (ver M’lakhim Bet [2rs] 1:8), simplesmente passou por entre os guardas, comunicou a mensagem de D’us e depois foi correndo até as montanhas, que ficavam a cerca de 12 km. Essa foi uma época triste para o reino do norte de Israel.

A maioria das pessoas havia abandonado o Eterno (M’lakhim Alef [1rs] 19:10) e estava adorando os deuses da fertilidade. dizer que não choveria era um desafio direto a Báal que, segundo se pensava, trazia chuva para assegurar colheitas e rebanhos abundantes, que tornavam ricos os fazendeiros. Os ritos religiosos prevalecentes se concentravam na fertilidade e nos ganhos financeiros. durante os três anos seguintes, os deuses da fertilidade ficaram impotentes. Então, Eliyahu foi novamente até o rei e pediu um confronto entre ele, Eliyahu, e todos os profetas de Baál e da deusa Asherá (a deusa da fertilidade), ou seja, um homem contra 850 (M’lakhim Alef [1rs] 18:17-20).

Quando chegou o dia e as multidões se reuniram no topo do monte Carmel, Eliyahu se dirigiu ao povo: “Até quando ficareis saltitando entre dois pensamentos?” (M’lakhim Alef [1rs] 18:21). Novilhos foram escolhidos e preparados para o sacrifício, e o povo esperou para ver qual D’us seria poderoso o suficiente para responder com fogo do céu. O novilho era o objeto mais poderoso das antigas religiões da fertilidade, e eles acreditavam que os deuses da fertilidade mostrariam sua força.

 

2. Leia M’lakhim Alef [1rs] 18:21-39. Apesar da óbvia realidade do grande conflito ali, o que Eliyahu realmente desejava que acontecesse em Israel, e por que isso é tão relevante para nós hoje?

ELIAS sacrificando

O texto de M’lakhim Alef [1rs] 18:37 diz tudo. O milagre, por mais impressionante que tenha sido, não era a verdadeira questão: o importante era a fidelidade de Israel à aliança. Note, igualmente, quem havia convertido o coração deles: tinha sido o próprio Eterno, antes mesmo que o milagre acontecesse. mas D’us não forçou os corações a se voltarem para Ele. Enviou Seu Santo Espírito [Ruach Adonai – ְורוַּח ְיהָוה], e o povo, respondendo ao Espírito, primeiro teve que fazer a escolha de voltar para D’us; só então, em Sua força, eles conseguiram agir de acordo com essa escolha. Não é diferente hoje. Somente o poder de D’us mantém o pulsar de cada coração, mas nenhum dos corações que pulsam é forçado a segui -Lo.

Estudo Diário Leitura Chumash parashat Yitrô, 2ª Alyá (Shemot [Êx] 18:13-18:23) Tehilim 77-78; Leitura reavivados por Sua palavra: Y’hoshua [Js] 11 Leitura Anual: Shemot [Êx] 24–27

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s