Adoração ao malshin (acusador)


Na versão de Mattityahu [mt], enquanto a primeira tentação se concentrou no apetite e a segunda na manipulação de D’us, a terceira foi um desafio direto ao próprio Mashiach, à Sua realeza e ao seu objetivo principal na Terra.
5. Leia Mattityahu [mt] 4:8-10, D’varim [dt] 34:1-4 e revelação 21:10. Qual é o significado do “monte muito alto” ao qual hasatan levou Yeshua?

tentação de jesus 2

A julgar pela maneira com a qual a Bíblia usa o tema de subir ao cume de uma montanha muito alta para contemplar nações, vemos que a viagem de Yeshua não foi um passeio turístico. Há uma visão profética ligada a esse cenário. Do topo de uma montanha, Moshê viu a Terra prometida como ela viria ser, e Yochanan viu a futura Nova Yerushalayim. Da mesma forma, Yeshua viu mais do que simplesmente os países do antigo mundo romano.

Tentação de Jesus 3

Note que hasatan exibiu tudo em seu melhor aspecto. Ele mostrou as riquezas e o glamour, não o crime, o sofrimento e a injustiça. Hasatan disse, então: “Tudo isto Te darei se, prostrado, me adorares” (Mattityahu [mt] 4:9). da mesma forma que enganou Adam e Havah para que desejassem se tornar como D’us, sendo que eles já possuíam a Sua imagem, hasatan fingiu que era D’us, que era o dono exclusivo das nações do mundo e que, em troca de uma pequena homenagem, podia facilmente dar tudo aquilo para Yeshua (ver Lucas 4:6; comparar com Tehilim 2:7, 8).

Esse teste se concentrou na lealdade. A quem devia a humanidade dedicar sua suprema lealdade? No ‘Eden, quando Adam e Havah se sujeitaram à serpente, na verdade, estavam dedicando a hasatan sua primeira lealdade, e essa infecção se espalhou intensamente para cada geração sucessiva. Sem a intervenção divina direta, o grande conflito teria sido decidido em favor de hasatan. A humanidade, e talvez até a vida na Terra, não poderiam ter continuado. Os riscos chegaram a esse ponto. Note que Yeshua, como Yosef com a esposa de potifar, não permitiu que o mal ficasse perto dele. Yeshua ordenou que hasatan se retirasse. Visto que Yosef não podia fazer isso, retirou-se da cena em que havia potencial maligno (B’reshit [Gn] 39:11, 12). Essa lição simples se aplica também a nós.
Nas três provações, Yeshua usou a Bíblia como defesa. O que isso significa para nos, na pratica? Quando enfrentamos a tentação, como usar a Bíblia para obter as mesmas vitorias?

Estudo Diário

Leitura Chumash parashat mishpatim, 5ª Alyá (Shemot [Êx] 23:6-23:19) Tehilim 119, Versículos 1-96; Leitura Reavivados por Sua palavra: Y’hoshua [Js] 21 Leitura Anual: Vayikrá [Lv] 11, 12

Anúncios