Kehilá de Éfeso


Em Revelação 2:1, ao dirigir-se à Kehilá de Éfeso, Yeshua foi retratado segurando
as sete estrelas e andando no meio das sete menorot. Esses símbolos indicam
realidades significativas. As Menorot são as congregações, e as sete estrelas são
anjos que têm a tarefa de cuidar das congregações (Revelação 1:20). Em outras
palavras, há uma íntima ligação entre as congregações e o trono de D’us no Céu.
Elas têm uma parte crucial a desempenhar no grande conflito.
1. Leia Revelação 2:1-7. Nesses versos, como podemos ver o grande conflito
sendo travado?
A mensagem para Éfeso começa com uma descrição do caráter dessa congregação.
Yeshua tem pleno conhecimento de seus pontos fortes e fracos. Ele os elogia
por suas atividades, paciente perseverança e pelo fato de não tolerarem em seu
meio os falsos rabbanim (Revelação 2:2, 3, 6), uma clara advertência de que as
falsas doutrinas não devem ser toleradas na congregação. Parece que a congregação
de Éfeso, originalmente alistada por D’us na batalha contra as trevas, havia
sofrido um contra-ataque de hasatan, na forma de falsos emissários seguidores de
Nicolau (talvez o prosélito, um dos sete líderes congregacionais; Atos 6:5), mas
que evidentemente haviam formado um movimento separatista. Não importa
qual tenha sido a heresia deles, Yeshua a odiava (Revelação 2:6).

As Sete Igrejas 4

O problema com a congregação de Éfeso era que ela havia abandonado seu
“amor inicial” (Revelação 2:4). Essa linguagem é muito semelhante à expressão
usada pelos profetas do Tanakh, que compararam a apostasia de Israel a uma pessoa
que corre atrás de amantes ilícitos (por exemplo, Hoshe’a [Os] 2:13).
A situação pode parecer sem esperança, mas Yeshua é especialista em resolver
situações de desespero. Em primeiro lugar, Ele encoraja Seu povo a se lembrar de
onde havia caído e a voltar a fazer o que fazia antes (Revelação 2:5).

As Sete Igrejas 5

Isso não era um chamado para que o povo fizesse voltar os ponteiros do relógio para “os velhos tempos”, mas para que usasse a experiência passada como guia para o futuro.
Por que e tão fácil abandonar o primeiro amor? (Revelação 2:4) O que acontece
conosco, individualmente e como congregação, que pode esfriar nosso amor por D’us?
Como manter esse amor e conservar Sua verdade ardendo em nos?

Leitura Chumash Parashat Vayicrá, 1ª Alyá (Vayikrá [Lv] 1:1-1:13)
Tehilim 18-22; Leitura Reavivados por Sua Palavra: Sh’mu’el Alef [1Sm] 10
Leitura Anual: Y’hoshua [Js] 22–24

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s