Kehilot de Esmirna e Pérgamo


Os membros da congregação de Esmirna também eram
conhecidos por seu trabalho árduo; contudo, eles não tinham muita coisa a
mostrar como resultado disso, talvez por causa de uma “sinagoga do adversário”
que havia em seu meio (Revelação 2:9). Da mesma forma, os membros de Pérgamo
pareciam se apegar à sua confiança, embora o “trono do adversário” estivesse
entre eles (Revelação 2:13). Assim, a realidade do grande conflito também é vista
ali. Leia Revelação 2:8-17. 

As Sete Igrejas 6

2. Para a congregação de Esmirna, Yeshua é apresentado como “o primeiro e o
último, que morreu e voltou a vida” (Revelação 2:8; ver também Revelação 1:18).
Para a congregação em Pérgamo, Yeshua é aquele que da sua boca saía uma espada
afiada de dois gumes. (Revelação 1:16; 2:12). Qual é o significado dessa descrição
de Yeshua para cada uma dessas congregações?

As Sete Igrejas 7

A congregação de Esmirna foi advertida a respeito dos tempos difíceis que
estavam pela frente, incluindo a prisão e talvez até a morte de fiéis (Revelação
2:10). Em Pérgamo alguém já havia sido morto por causa de sua emuná (Revelação
2:13). É importante notar que os tempos difíceis têm uma duração limitada;
isto é, não é permitido que o mal continue além de um certo ponto (Revelação
2:10).

É preocupante que D’us tivesse “algumas coisas” contra a congregação de
Pérgamo(Revelação 2:14-16).

As Sete Igrejas 9

Aparentemente seus membros estavam tolerando
em seu meio pessoas que “[sustentavam] a os ensinos de Bil’am” e “a ensinos dos
dos nicolaítas” (Revelação 2:14, 15).
“Nicolau e Bil’am parecem ser termos paralelos; Nicolau é uma palavra grega
composta (Νικό e λαος) e significa ‘aquele que conquista o povo’. Bil’am ( (בִלּעְםָ
pode ser derivado de duas palavras hebraicas: lam לעם (‘pessoas’) e bila בלע (de
bela, ‘destruir’ ou ‘engolir’), e significa ‘destruição de pessoas’” (Commentary on
the Book of Revelation: Andrews University Press, 2002; p. 111). Yeshua advertiu
a congregação de que, se sua heresia continuasse, Ele viria pessoalmente e lutaria
contra ela com a espada de Sua boca (Revelação 2:16).
Contudo, mesmo em meio a essas advertências, Yeshua oferece grande encorajamento
a essas duas congregações (Revelação 2:11, 17).
Leia Revelação 2:14, 15. O que esses versos nos dizem sobre a ideia de que a doutrina
não importa? Por que ela tem importância significativa?

Leitura Chumash Parashat Vayicrá, 2ª Alyá (Vayikrá [Lv] 1:14-2:6)
Tehilim 23-28; Leitura Reavivados por Sua Palavra: Sh’mu’el Alef [1Sm] 11
Leitura Anual: Shoftim [Jz] 1–3

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s