A Derashá e a Torah


Alguns religiosos veem a Derashá al Haar (do monte) como uma nova “Torah
do Mashiach”, que substituiu a “Torah do Eterno”. Eles dizem que um
sistema legalista foi então substituído por um sistema de graça, ou que a Torah
de Yeshua é diferente da Torah de D’us. Essas noções são concepções errôneas a
respeito da derashá do Monte.

dez mandamentos 3

2. O que os seguintes textos dizem sobre a Torah e sobre a ideia de que os Asseret
Hadibrot [Dez Mandamentos] foram substituídos pela Derashá do Monte?
Mattityahu [Mt] 5:17-19, 21, 22, 27, 28; ver também Yaakov [Tg] 2:10, 11; Romanos
[Rm] 7:7.
Craig S. Keener escreveu: “A maioria dos judeus entendia os mandamentos
no contexto da graça […]; em vista das exigências de Yeshua quanto a uma prática
maior da graça […], Ele sem dúvida apresentava as exigências do reino à luz
da graça (ver Mattityahu [Mt] 6:12; Lucas [Lc] 11:4; Marcos [Mc] 11:25; Mattityahu
[Mt] 6:14, 15; Marcos [Mc] 10:15). Nas narrativas dos escritos da Bessorá
Yeshua abraça aqueles que se humilham e reconhecem o direito do Eterno governar,
mesmo que, na prática, fiquem aquém do alvo da perfeição moral (Mattityahu
[Mt] 5:48). Mas a graça do reino, proclamada por Yeshua, não era a graça
sem ações como muitos creem. Nos escritos da Bessorá, a mensagem do reino
transforma aqueles que a aceitam com mansidão, da mesma forma que humilha
os arrogantes, que estão religiosa e socialmente satisfeitos” (The Gospel of
Matthew: A Socio-Rhetorical Commentary 2009; p. 161, 162 contextualizado).
3. Leia Bereshit 15:6. Como essa passagem confirma que a salvação/yeshuah sempre foi
pela confiança/emunah?
A emunah (confiança) de Yeshua HaMashiach não era nova; era a mesma
emunah que houve desde a queda da humanidade. A derashá do Monte não foi
a substituição da salvação por meio das ações pela salvação através da graça. A
libertação (yeshuah’ ( יְשׁוּעָה ) sempre foi pela graça. Os filhos de Israel foram
libertos pela graça no Mar Vermelho, antes que fossem solicitados a obedecer
no Sinai. (Ver Shemot [Êx] 20:2. Pêssach antecede sucot.)
O que nossa experiência com o Eterno e Sua Torah deve nos ensinar sobre o motivo
pelo qual a salvação sempre teve que ser pela confiança e não pelas mitzvot?

ESTUDO DIÁRIO
Metsorá, 2ª Alyá (Vayikrá [Lv] 14:13-14:20)
Tehilim [Sl] 18-22
Leitura Anual: Malakhim Alef [1Rs] 3 e 4
RPSP: Shmuel Bet [2Sm] 8

Anúncios