A provação


4. Leia Mattityahu 4:1-11. Por que Yeshua teve que passar por essa situação? O
que essa história tem que ver com a nossa salvação? Como Yeshua resistiu a
provações tão poderosas, sob circunstâncias tão difíceis, e o que isso nos diz a
respeito de como resistir às provações?
Mattityahu 4:1 inicia com o que parece ser uma ideia estranha: foi o Espírito
que levou Yeshua ao deserto para ser tentado por hasatan. Supõe-se que
devemos orar para não ser levados à tentação do adversário: “Veal teviênu lide
nYissaion וְאַל־תְּבִיאֵנוּ לִידֵי נִסָּיוֹן Não deixes que sejamos tentados, mas livra-
nos do mal (Mattityahu [Mt] 6:13). Por que, então, o Ruach HaKodesh conduziria
Yeshua dessa forma?
A chave se encontra no capítulo anterior, quando Yeshua foi a Yochanan
para ser imerso. Vendo a resistência de Yochanan, Yeshua disse: “Deixe assim
por enquanto, porque devemos realizar tudo o que a justiça exige” (Mattityahu
[Mt] 3:15). Embora não tivesse pecado, Yeshua teve que ser imerso para cumprir
toda a justiça, isto é, fazer o que era necessário a fim de ser um exemplo perfeito
para os seres humanos e ser o representante perfeito deles.

Adão e Eva expulsos

Na provação no deserto, Yeshua tinha que passar pelo mesmo terreno pelo
qual Adam passou. Precisava da vitória contra a provação que todos nós, de
Adam em diante, deixamos de alcançar. E assim, ao fazer isso, “o Mashiach devia
reparar […] a falha de Adam” (O Desejado de Todas as Nações, p. 117 contextualizado),
só que Ele o fez em condições diferentes de qualquer coisa que Adam
tivesse enfrentado. Por Sua vitória, Yeshua mostrou que não há desculpa para o
pecado, que não há justificativa para ele e que, quando provados, não temos
que cair, mas podemos vencer por meio da confiança e submissão. Devemos
seguir a orientação de Yaakov: “Portanto, submetam-se a D’us. Além disso, resistam
ao Adversário, e ele fugirá de vocês. Aproximem-se de D’us, e ele se aproximará
de vocês!” (Yaakov [Tg] 4:7, 8).
Ao nos mostrar de maneira tão enfática que não há desculpa para o pecado,
como esse relato mostra nossa necessidade da justiça do Mashiach? Imagine se tivéssemos que nos apresentar em nossa própria justiça, sem essa cobertura e sem a
justificação para os nossos pecados! Que esperança teríamos?

ESTUDO DIÁRIO
Tazria, 3ª Alyá (Vayikrá [Lv] 13:18-13:23)
Tehilim [Sl] 119:97-176
RPSP: Shmuel Bet [2Sm] 2
Leitura Anual: Shmuel Bet [2Sm] 2

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s