PESQUISA REVELA: APENAS METADE DOS JUDEUS ISRAELENSES SE SENTEM RESPONSÁVEIS PELO JUDAÍSMO NA DIÁSPORA


Apenas metade dos israelenses judeus sinceramente acredita que Israel é responsável pelo destino do judaísmo da diáspora, de acordo com os resultados de uma pesquisa do Ministério de Assuntos da Diáspora. 

Os entrevistados receberam cinco opções para responder a perguntas sobre o relacionamento de Israel com a Diáspora: concordo totalmente, concordo, concordo um pouco, discordo e discordo totalmente.

Enquanto um total de 50 por cento escolheu as duas primeiras opções quando perguntado se Israel era responsável pela continuidade judaica na diáspora, 30% disseram que concordam de certa forma e 20% disseram que ou discordam ou discordam totalmente.

Quando o antissemitismo é colocado na equação, os números sobem ligeiramente. 

Cinquenta e dois por cento dos inquiridos concordaram ou concordaram fortemente que Israel tinha uma responsabilidade significativa na segurança dos judeus na diáspora em face do antissemitismo, enquanto 21% discordaram. 

A pesquisa constatou que a maioria dos entrevistados não se entusiasmou em investir fundos em esforços para a preservação da identidade judaica na diáspora. Apenas 9% concordaram que Israel deve investir dinheiro na identidade judaica na diáspora, na mesma medida que faz em Israel, enquanto 18% concordaram, 30% concordaram de certa forma e os restantes discordaram fortemente. 

A pesquisa foi feita há três semanas on-line, anonimamente, usando uma amostra de 1.119 pessoas, representando o público judaico em Israel, incluindo 100 jovens entre as idades de 16-18. Houve uma margem de 3% de erro. 
Os entrevistados também foram apresentados ao orçamento anual do governo (NIS 460,000 milhões), o orçamento para aliá e absorção (NIS 2.3 bilhões) e o orçamento para a Cultura, Desporto e Ciência (NIS 1.9 bilhões). 

Quanto a atender aos interesses dos judeus da diáspora na tomada de decisões governamentais, apenas 11% dos entrevistados disseram que isso não deveria ser feito, enquanto 49% acreditavam que era muito importante fazê-lo nas tomadas de decisões relacionadas com assuntos de segurança e estrangeiros. Apenas 16% dos entrevistados estavam cientes de quanto dinheiro a Diáspora investe em Israel, com 60% colocando o número em NIS 3 bilhões, menos da metade da soma real. A mesma proporção estimava que Israel investe mais na diáspora, colocando a opinião em NIS 300 milhões ou mais. 

O Diretor Sênior do Ministério dos Assuntos da diáspora, Hagay Elitzur, disse que a pesquisa refletiu a importância do ministério ter colocado uma relação recíproca entre Israel e a diáspora. 

“Nós somos uma nação, uma família”, afirmou. “Queríamos entender plenamente a perspectiva dos israelenses nesta área.” 

O ministério vai conduzir esta pesquisa numa base anual, a fim de avaliar o impacto que está fazendo sobre a relação Israel-diáspora, disse ele. 

Elitzur opinou que houve um sentimento básico de responsabilidade mútua, mas que muitos em Israel realmente não entendem o que está acontecendo com o mundo judaico e veem essa relação apenas a partir da perspectiva de Israel e os seus interesses. 

“Queremos mudar essa percepção, para estimular a discussão sobre o nosso relacionamento com a diáspora e o seu significado”, disse ele. Ele acrescentou que os objetivos do ministério na pesquisa foram aumentar o conhecimento dos israelenses sobre os judeus da diáspora, aumentar o sentimento de pertencimento entre os judeus israelenses e judeus da diáspora e gerar mais envolvimento e ação sobre questões relacionadas com os judeus da diáspora. 

www.ruajudaica.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s