Teshuvot


Se as pessoas usam frequentemente a desculpa do mal para rejeitar a D’us,
certamente elas têm muitas desculpas agora, e terão cada vez mais ao nos aproximarmos
do fim do Olam Hazê. Assim, torna-se ainda mais importante que os
Seus seguidores reflitam Seu caráter e ajudem as pessoas a ter uma visão melhor
de como D’us é.
“Se nos humilhássemos perante D’us, e fôssemos bondosos e corteses, compassivos
e piedosos, haveria uma centena de teshuvot à verdade onde agora há apenas uma” (T.I., v. 9, p. 189 contextualizado).

boas-obras

Enquanto aguardamos a segunda vinda do Mashiach, Ele espera que os membros de Sua Kehilá proclamem e vivam a mensagem completa das boas novas sobre o Mashiach; que se dediquem e invistam seus recursos em Sua obra; que amem e respeitem as pessoas,
e cuidem delas.
Perguntas para reflexão
1. A grande pergunta não é: “As ações têm algum papel na vida religiosa?” É
claro que têm! A pergunta é: “Se as ações não podem nos libertar, então qual é o
papel delas na vida religiosa?” Como respondemos a essa pergunta, especialmente
no contexto de alcançar as pessoas necessitadas e servi-las?
2. O que estamos fazendo que demonstra a nossa crença na segunda vinda do
Mashiach? Por que devemos ser diferentes dos que não creem em sua vinda?

Anúncios