TRIBUNAL ALEMÃO CANCELA PROCESSO CONTRA MULHER NAZISTA DE 92 ANOS



Um tribunal estadual no norte da Alemanha disse que está suspendendo uma acusação criminal contra uma mulher de 92 anos de idade, que trabalhava como operadora de rádio em Auschwitz.

A mulher, identificada pelo tribunal estadual de Kiel como Helma M., é quase completamente cega e surda e não estava apta para ser julgada, porque ela estava enfraquecida por uma doença sem nome, o tribunal anunciou em um comunicado divulgado na sexta-feira.

Ela foi acusada de cúmplice do assassinato de 260.000 pessoas ligadas ao seu trabalho no campo de concentração nazista como operadora de rádio do comandante.

Em março, um ex-médico de Auschwitz, 95 anos, foi considerado impróprio para ser julgado por seu papel no assassinato de mais de 3.600 pessoas no campo de extermínio nazista. Um médico designado pelo tribunal determinou que a saúde de Hubert Zafke era fraca demais para ir a julgamento em um tribunal estadual de Neubrandenburg. Os promotores disseram que a unidade em que ele serviu colocava os cristais de pesticidas Zyklon-B nas câmaras de gás em Auschwitz. Zafke não negou que serviu em Auschwitz, mas disse que não viu ou participou em qualquer dos assassinatos.

Em junho, o membro do Waffen SS Reinhold Hanning, 94 anos, foi condenado a cinco anos de prisão pelo tribunal do distrito em Detmold, no estado de North Rhine-Westphalia, por seu papel como um acessório no assassinato de pelo menos 170.000 pessoas em Auschwitz . Ele permanece livre já que apelou da sentença.

 
 

www.ruajudaica.com

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s