O fim


Alunos de redação aprendem sobre a importância de uma boa conclusão para
textos e obras. É preciso dar à história uma conclusão satisfatória, principalmente
no gênero ficção, em que tudo é inventado. Porém, uma boa conclusão
é importante até mesmo nos livros de não ficção.
Mas, e na vida real, que envolve seres humanos de verdade, longe das páginas
dos livros ou dos roteiros de cinema? Que espécie de conclusão vemos em
nossas histórias pessoais? As “pontas soltas” são bem “amarradas”, como em
uma boa obra literária?

Jó.jpg

Parece que esse não é o nosso caso. Como nossas histórias poderiam ter um
final feliz se elas sempre acabam em morte? Nesse sentido, nunca temos um
final feliz. Afinal, que alegria encontramos na morte?
Isso também vale para a história de Iyov. Embora a conclusão de seu livro
apresente um final feliz, pelo menos em contraste com tudo que Iyov sofreu, as
coisas não foram tão bem assim, pois sua história também terminou em morte.
Ao iniciar o estudo do livro de Iyov, começaremos pelo final, que levanta questões
sobre nosso próprio fim, não apenas aqui, mas para a eternidade.

Centro Mundial de Fraternidade Judaico-Adventista | Lista de Oração 2016
Ore esta semana pelo Dr. Reinaldo Siqueira, líder da comunidade judaico-adventista
da Divisão Sul Americana.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s