O conflito na Terra – Satan existe?


O livro de Iyov afasta a cortina diante de nós e revela uma dimensão da vida que nossos
olhos, ouvidos e filosofias terrestres jamais poderiam nos revelar. Se há alguma coisa
que esses versos deveriam nos revelar é como nossos olhos, ouvidos e filosofias terrestres são limitados no que diz respeito à compreensão da história como um todo. Esses poucos versos também revelam um conflito entre o D’us Eterno e o Satan. Embora o conflito apresentado no livro de Iyov inicialmente tenha começado no Céu, logo passou para a Terra. Por toda a Bíblia encontramos textos que apontam para esse conflito em curso, essa guerra que também nos envolve.

judeu-e-sata

4. Leia os textos a seguir. Como eles revelam a realidade do conflito travado aqui na
Terra contra as forças sobrenaturais do mal?
Bereshit [Gn] 3:01-14: _____________________________________

Iesha’yahu (Isaías) 14:12-15:_________________________________________

Ieshezk’el (Ezequiel) 28:11-19:_______________________________________

Zekharyah [Zacarias] 3:2:______________________________________

Mattityahu [Mt] 4:1:_____________________________________

1Kefa [1Pe] 5:8: ________________________________________

1Yochanan [1Jo] 3:8: _____________________________________

Revelação [Ap] 12:9: _____________________________________
“Satan é considerado o rei dos demônios, que se rebelara contra D’us e fora expulso do Céu. Ao exilar-se do Céu, levou consigo uma hoste de anjos caídos, e tornou-se seu líder. A rebelião começou quando Satan não se sujeitou aos planos do Eterno. Ele esteve por trás do pecado no Éden, na embriaguez de Noé e tentou a Abraão na akedá, levou os israelitas a idolatria fazendo-os acreditar que Moshe tinha morrido no alto do Monte Sinai.  O Talmude conta que Satan tentou ao rabino Akiba, o cabalista Salomão Della Reina foi derrotado e tragicamente forçado a se submeter ao domínio satânico. Satan veio a ser a personificação do mal, sendo conhecido, também, pelo nome de Samael. Ensina o Judaísmo que ele tenta a humanidade, e ninguém fica livre de sua influência, pois, pode aparecer sob muitas formas diferentes, ensina também, que as pessoas que falam coisas malignas estão “abrindo suas bocas a Satan”. Algumas orações da liturgia visam a manter Satã afastado do homem, e o toque do Shofar em Rosh HaShaná tem o efeito de confundi-lo para que não lembre a D’us os pecados de Israel.” (1) 

Os textos bíblicos acima, são apenas uma pequena amostra das muitas passagens que, de maneira explícita ou implícita, apontam para um satan literal, um ser sobrenatural
com intenções malignas. Embora muitas pessoas enxerguem o Satan como um mito
primitivo, não devemos cair nesse engano, pois nas passagens citadas acima temos
um testemunho bíblico muito claro a respeito de sua existência.
Mistificar sua existência ou negá-la é uma estratégia de camuflagem e engodo. De que maneira você enxerga a realidade da obra do Satan em nosso mundo? Qual é a
nossa única proteção? …

Continua na postagem “Sod HaMufkarut”.

1 – Unterman, Alan. Dicionário Judaico de Lendas e Tradições, Jorge Zahar Editor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s