As grandes questões


A maior parte das ações no livro de Iyov é relatada nos dois primeiros capítulos. Neles
é levantado o véu que separa os Céus e a Terra, e obtemos um vislumbre de um
aspecto da realidade que, de outro modo, continuaria oculto a nós. Por mais longe que
nossos telescópios possam alcançar e examinar o Universo, eles sequer chegam perto da possibilidade de nos revelar o que foi mostrado nesse livro, escrito há milhares de anos em um deserto que muito provavelmente esteja localizado na atual Arábia Saudita. O livro de Iyov também nos revela a íntima relação entre o mundo sobrenatural (o mundo de D’us e dos anjos) e o mundo natural (a Terra e os que nela habitam).

jo-e-seus-amigos

Após os dois primeiros capítulos, grande parte do livro de Iyov consiste no que chamamos na televisão de “conversa” ou “bate papo”, ou seja, apenas diálogos. Nesse caso, o diálogo foi entre Iyov e os homens que foram discutir com ele as questões difíceis da vida: teologia, sofrimento, filosofia, confiança, vida e morte.
E por que não discutir, considerando tudo o que havia acontecido com Iyov? É muito
fácil ficar preso às coisas comuns da vida, aos afazeres do cotidiano, e esquecer quais
são as grandes e importantes questões da vida. Não há nada como uma calamidade, seja
nossa ou de outros, para nos sacudir da nossa letargia espiritual e fazer com que comecemos a levantar as perguntas importantes.
1. Leia Tehilim [Sl] 119:65-72. O que o salmista disse nesse trecho?
O salmista foi capaz de enxergar o bem proveniente dos sofrimentos que o afligiram.
Às vezes, os sofrimentos podem ser bênçãos disfarçadas, no sentido de que nos
conduzem de volta ao Eterno ou nos aproximam Dele pela primeira vez. Quem nunca
ouviu histórias de pessoas cuja vida entrou em crise, e somente então fizeram teshuvá,
voltaram a D’us ou finalmente se renderam a Ele? Às vezes, as provações, por mais terríveis e trágicas que sejam, podem ser usadas para um bem que, com o tempo, podemos entender. Outras vezes elas parecem arbitrárias e sem propósito.
Você consegue olhar para as provações passadas e ver o bem que surgiu delas? Como você lida com as provações que aparentemente não lhe trouxeram nada de bom?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s