O Sofrimento dos outros!


“Poderia o homem, um ser mortal, ser mais justo que D’us? Pode o homem ser mais
puro que seu Criador?” (Iyov [Jó] 4:17)
Nas últimas postagens destacamos a importância de nos colocarmos no lugar de
Iyov, pelo menos até onde for possível. Em certo sentido, isso não deve ter sido
tão difícil, pois todos nós já tivemos essa experiência; isto é, todos nós, até certo
ponto, já nos encontramos imersos em sofrimento que parecia não fazer sentido e
que aparentemente não era justo.
Devemos manter essa perspectiva no restante das demais postagens. No entanto, precisamos também observar a perspectiva dos outros personagens da história: os homens que foram lamentar e sofrer juntamente com Iyov.

rabino-moshe-hegerman-de-olkusz-na-polonia

Rabino Moshe Hegerman de Olkusz, na Polônia

E isso também não deveria ser tão difícil. Quem já não viu o sofrimento de outras
pessoas? Quem já não buscou consolá-las em sua dor e perda? Quem não sabe o que
é tentar encontrar as palavras certas para falar a pessoas cuja dor também corta
nosso coração?
Na verdade, grande parte do livro de Iyov é dedicada ao diálogo entre Iyov e esses
homens, à medida que todos eles tentavam encontrar sentido naquilo que muitas
vezes parece não fazer sentido algum: a sucessão infinita do sofrimento e tragédia
humana neste mundo criado por um D’us amoroso, poderoso e cuidadoso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s