Negligenciando a Misericórdia


Como vimos, não é que Eliphaz não tivesse compaixão de Iyov; é que simplesmente ela
ficou em segundo plano, pois ele via como sua maior necessidade defender o caráter
de D’us. Afinal de contas, Iyov estava sofrendo muito, e o Eterno é justo. Portanto, Iyov
devia ter feito algo para merecer o que havia acontecido com ele. Eliphaz concluiu que
essa seria a essência da justiça de HaShem. Portanto, Iyov estava errado em sua queixa.
É evidente que o Eterno é justo. Mas isso não significa automaticamente que veremos
a manifestação de Sua justiça em tudo que ocorre neste mundo após a queda. A verdade
é que muitas vezes isso não acontece. A justiça e o juízo virão, mas não  necessariamente agora (Revelação [Ap] 20:12). Parte do que significa viver pela fé (emuná) é confiar em D’us, crendo que a justiça tão escassa hoje será revelada e manifestada um dia. 

misericordia-2

O que vemos com Eliphaz também aparece na atitude de alguns mestres da Torá e
alguns Prushim para com Yeshua. Aqueles homens estavam tão presos ao seu desejo
de ser “fiéis” e religiosos, que sua ira por causa das curas que o Eterno realizava no
dia de Shabat (Mattityahu [Mt] 12) superou a alegria que eles deveriam ter sentido,
pois o enfermo havia sido curado, e o sofredor, aliviado. Por mais específicas que tenham sido as palavras do Mashiach no texto a seguir, elas têm um princípio que nós,
que amamos ao Eterno e somos zelosos por Ele, devemos sempre nos lembrar: “Ai
de vocês, mestres da Torá e perushim, hipócritas! Dão o dízimo da hortelã, do endro e
do cominho, mas têm negligenciado as questões mais importantes da Torá: justiça,
misericórdia e fidelidade. Estas são as coisas para as quais vocês devem dar atenção,
sem negligenciar as outras!” (Mattityahu [Mt] 23:23).
PERGUNTAS PARA REFLEXÃO
1. Como podemos saber quando uma pessoa precisa de compaixão e solidariedade,
e quando ela precisa de um “sermão” ou talvez até de uma repreensão? Por que
muitas vezes seria melhor escolher o lado da compaixão e solidariedade ao lidar
com os que sofrem, mesmo que seja por causa de seus próprios pecados e erros?
2. Leia novamente o que Eliphaz disse a Iyov nos capítulos 4 e 5. Em que situação
essas palavras teriam sido mais apropriadas do que foram naquele momento?
3. Suponha que você fosse um amigo de Iyov e fosse vê-lo enquanto ele estivesse
sentado no monte de cinzas. O que você teria dito para ele? Por quê? Se você estivesse
no lugar de Iyov, o que gostaria que as pessoas lhe dissessem?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s