HaMavet HaSheni*


Certamente, a maior e mais poderosa manifestação do juízo retributivo será no
fim dos tempos (Et Ketz), com a destruição dos ímpios, chamada na Bíblia de
“segunda morte (Hamavet HaSheni)” (Revelação [Ap] 20:14). É claro que essa morte
não deve ser confundida com a morte comum a todos os descendentes de Adam. Essa
é a morte da qual o segundo Adam, Yeshua HaMashiach, poupará os tzadikim no fim
dos tempos (1Coríntios [1Co] 15:26). Por outro lado, a segunda morte, assim como
alguns outros castigos vistos na época dos patriarcas e profetas, é o castigo direto
do Eterno para os pecadores que não se arrependeram e não receberam a salvação
em Yeshua.
8. Leia 2Kefa [2Pe] 3:57. O que o texto nos diz sobre o destino dos perdidos?
“Do Eterno desce fogo do Céu. A Terra se fende. São retiradas as armas escondidas
em suas profundezas. Chamas devoradoras irrompem de cada abismo imenso. As próprias rochas estão ardendo. Vindo é o dia que arderá “como forno” (Malakhi [Ml] 4:1). 
Os elementos fundem-se pelo vivo calor, e também a Terra e as obras que nela há são
queimadas (2Kefa [2Pe] 3:10). A superfície da Terra parece uma massa fundida – um
vasto e fervente lago de fogo. É o tempo do grande Yom Hadim (Dia do juízo) e perdição
dos homens maus – “dia da vingança do Eterno, ano de retribuições pela luta de Tsion”2.

balanca-da-justica

Embora o pecado possa trazer, como consequência, seu próprio castigo, com certeza
há situações em que o próprio Eterno pune diretamente o pecado e os pecadores,
conforme argumentaram os protagonistas do livro de Iyov. É verdade que todo
sofrimento neste mundo veio do pecado. Mas não é verdade que todo sofrimento é
castigo do Eterno pelo pecado. Esse certamente não foi o caso de Iyov, e não acontece
na maioria das situações. O fato é que estamos envolvidos no grande conflito, e
temos um adversário que está à solta para nos causar dano. A boa notícia é que, em
meio a tudo isso, podemos ter certeza de que o Eterno está conosco. Sejam quais forem
as razões para as provações que enfrentamos, ou as atuais consequências dessas
provações, temos a garantia do amor de D’us – um amor tão grande que Yeshua veio
e morreu por nós, um único ato que promete dar um fim a todo sofrimento.
Como podemos ter certeza de que o sofrimento de alguém é um castigo direto do Eterno? Se não podemos ter certeza, qual é a melhor atitude a tomar para com a pessoa sofredora, ou até mesmo para com nosso próprio sofrimento?
* “Hamavet Hasheni – הַמָּותֶ הַשֵּׁניִ – A Segunda Morte” (Revelação [Ap] 20:14b)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s