O protesto de Iyov


Eliphaz, Bildad e Tzofar tinham um argumento: D’us pune o mal. Infelizmente, o argumento 
deles não se aplicava à situação de Iyov. O sofrimento de Iyov não era um
exemplo de castigo retributivo. O Eterno não o estava punindo por seus pecados, como
posteriormente Ele fez com Korach, Datan e Aviran. Iyov também não estava colhendo
o que plantara, como muitas vezes pode ser o caso. Nada disso! Iyov era um tzadik; o
próprio D’us havia dito isso (Iyov [Jó] 1:8). Portanto, Iyov não somente não merecia o que havia lhe acontecido, ele sabia que não merecia aquilo. Foi isso que tornou suas queixas tão fortes e amargas.
1. Leia Iyov [Jó] 10. Ao considerar as circunstâncias de Iyov, suas palavras ao Eterno
faziam sentido? O que estava errado e o que estava certo em seu discurso?
Aqueles que confiam em D’us não fazem perguntas semelhantes em momentos de
grande tragédia? “Por que Tu tiveste o trabalho de me criar?”, ou “Por que Tu estás
fazendo isso comigo?” ou ainda “Não teria sido melhor se eu nunca tivesse nascido do
que ter sido criado e agora enfrentar tudo isso?”
Além disso, o que tornava tudo mais difícil de compreender era o fato de que Iyov
sabia da sua fidelidade a D’us. Ele clamou ao Eterno: “Mesmo sabendo que não serei
condenado e que ninguém pode se livrar de Tua mão?” (Iyov [Jó] 10:7).

tradegida

Há uma ironia difícil nessa história: diferente do que seus amigos diziam, Iyov não
estava sofrendo por causa de seu pecado. O próprio livro revela o contrário: Iyov estava
sofrendo exatamente porque ele era muito fiel. Os dois primeiros capítulos do livro
defendem essa ideia. Iyov não tinha como saber que era essa a causa. E, mesmo que
tivesse, provavelmente isso teria aumentado sua frustração e amargura.
Por mais singular que seja a situação de Iyov, ela é também universal no sentido de que
lida com o problema universal do sofrimento, especialmente quando a dor parece tão desproporcional diante do mal que alguém possa ter feito. Uma coisa é exceder o limite de velocidade e receber uma multa; outra é fazer a mesma coisa com o objetivo de matar alguém.
O que você pode dizer a alguém que acredita que está sofrendo injustamente?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s