A questão do sofrimento e o significado da vida


Albert Camus escreveu muitas coisas sobre sua luta para encontrar respostas para
a questão do sofrimento e o significado da vida que se torna mais problemática
por causa do sofrimento. Sua citação mais famosa mostra que seu progresso foi pequeno: “Há apenas um problema filosófico realmente sério: o suicídio. Julgar se vale
a pena viver equivale a responder a questão fundamental da filosofia”3. A questão do
sofrimento humano não é fácil de responder.

tristeza-i

Há, porém, uma diferença crucial entre as pessoas que lutam sem D’us para obter respostas e aquelas que o fazem com o Eterno. De fato, o problema do sofrimento se torna mais difícil quando se acredita na existência do Criador, devido aos problemas inevitáveis que a existência dEle traz em face do mal e da dor. Por outro lado, temos o que ateus como Camus não têm: a possibilidade e a perspectiva da resposta e da resolução. (Há evidências de que Camus tivesse posteriormente buscado o Criador e logo morreu em um acidente automobilístico). Temos a esperança de que D’us “Ele enxugará dos olhos deles toda lágrima. Não haverá mais morte; nem tristeza, nem choro, nem dor; porque a antiga ordem já passou” (Revelação [Ap] 21:4). Mesmo que alguém não acreditasse nessa promessa, essa pessoa teria que admitir que, se não houvesse nada mais que isso, a vida seria muito mais agradável por termos ao menos essa esperança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s