Vem dos Judeus!!!


Ao se mostrar a Lei Divina e pura
E argumentos tirados da Escritura,
Opõem-se muitos, em tom de censura:
“Vem dos judeus!”

No princípio Deus abençoou
Seu dia de repouso e descansou;
E essa crença que se propagou
“Vem dos judeus!”

Tal descanso na criação começado
é por toda a Escritura perpassado
Jesus dispara o homem foi criado
“Vem dos judeus!”

Mesmo sem o ritual do Templo – ora findo –
Mas no centro da santa Lei luzindo
E por era sem fim sempre vigindo,
“Vem dos judeus!”

A Bíblia faz sua apresentação,
Significado, e sua destinação,
Que é a resposta a toda discussão –
“Vem dos judeus!”

Os discípulos, Lucas, Paulo e tantos,
Chamam Sábado a esse dia santo
Em que se lembra da criação o encanto
“Vem dos judeus!”

Do evangelista, a exata expressão,
O pecado, da Lei é transgressão.
Que não tem feito a devida impressão
“Vem dos judeus!”

Amam dia de humana instituição,
E o repouso divino mostro; então,
Isso põe fim a toda discussão –
“Vem dos judeus!”

E vós. que desprezais o dia de Deus
Só porque foi guardado por judeus.
Deixais o Salvador e ensinos Seus –
“Ele é judeu!”

Até o Livro Sagrado – já o sabeis?
Pela mesma razão rejeitareis.
Lembrai-vos: Seu precioso ensino e leis
“Vem dos judeus!”

Deixai vossa aflitiva situação.
Pois mesmo em atroz desgraça ou aflição
Sabeis que a certa e eterna salvação
“Vem dos judeus!” – João 4:22

Nossa Resposta

A conscientização desta nossa dívida deveria nos levar a uma atitude correia e a
um relacionamento respeitoso e condizente para com o povo Judeu. Ô Comité de Missão
Global da Conferência Geral, em reunião no dia 17 de maio de 1994, na cidade de
Washington, EUA. fez a seguinte recomendação sobre esta questão:
“É necessário refletirmos sobre a realidade atual do povo judeu de uma forma global. Nossa amizade com cada indivíduo e comunidade de origem Judaica deveria ser aprofundada. Necessitamos encontrar métodos apropriados de comunicarmo-nos com eles, Estes métodos deveriam considerar a imensurável contribuição feita por este povo à humanidade desde os primórdios de sua existência, e sua função
como instrumento de Deus, tanto no passado como no presente, à medida em que eles vivam em harmonia com o plano de Deus.
Necessitamos compreendê-los em sua longa história de sofrimento e serviço ao mundo. Muitas pessoas possuem um entendimento por demais limitado do real significado desta nação dentro da experiência histórica da humanidade. Alguns desprezam de todo. Outros chegam mesmo a odiá-los. Não podemos proceder
de tal modo. Pelo contrário, compreendendo seu verdadeiro papel na origem da cultura judeu-cristã do mundo ocidental, como também na longa história de sucessos e malogros da mesma, deveríamos encontrar meios que
criassem uma ligação mútua segundo os mais sublimes ideais bíblicos e proféticos para indivíduos, nações, e para a humanidade como um todo”1.

1 General Conference of The Seventh-day Adventists,

“Word Jewish Friendshíp Commitee”.

Anúncios