JUDEUS DA AMAZÔNIA 




A saga do Rabino Eliahu Birnbaum pela Amazônia, em busca dos judeus oriundos da diáspora espanhola e do Marrocos e seus descendentes. Nesta viagem, ele convida Sara Beck, apresentadora da TV israelense, a compartilhar com ele dessas incríveis experiências que retratam a história de gerações de israelitas, ocultos no coração da selva.

judeus na Amazônia

Livro: Depois dos cearenses e portugueses, a maior contribuição à formação social e cultural da Amazônia veio dos sefaraditas marroquinos, que chegaram, ao contrário de outros grupos, acompanhados de mulher e filhos, o que já prenunciava o desejo de ficar. A presença judaica na Amazônia tem particular significado no processo de povoamento e desenvolvimento, pois foram eles os pioneiros em muitas atividades e se destacaram pela liderança e contribuição no campo econômico e social. A publicação dedica especial atenção às quatro gerações de judeus na Amazônia e mostra como o Brasil tornou-se a maior nação judaica do mundo com cerca de 16 milhões de judeus e cristãos-novos. A presença judaica na Amazônia carrega consigo a história do povo judeu, que vislumbrou a Eretz Amazônia com assinatura do Tratado de Aliança e Amizade de 1810, que entre outras coisas determinava que não haveria tribunal de inquisição no Brasil.

Herança Judaica

ASSISTA AO VÍDEO:

https://www.youtube.com/watch?v=sADtSTMfBF8
www.ruajudaica.com 

Anúncios