Ahavato shel Hamashiach*


O pecado fez separação entre o homem e D’us. Um grande abismo foi aberto entre eles e, a menos que esse abismo fosse fechado, a humanidade estaria condenada à destruição eterna.

O abismo era profundo e perigoso. Foi necessário algo absolutamente incrível para que o problema do pecado fosse resolvido e a humanidade pecadora fosse reconciliada com o D’us justo e santo.

Foi necessário que Alguém saído do próprio seio eterno de Hashem, echad com Ele, Se tornasse humano e, em Sua humanidade, oferecesse a Si como sacrifício pelos nossos pecados.

O pecado é contra D’us e somente Ele pode arrostar sobre Sí a penalidade no homem Mashiach. Similarmente quando o credor perdoa a dívida ele fica com o prejuízo e o endividado sai livre, foi assim que o Eterno fez.

2. Qual a natureza de Yeshua? (Jo 1:1 a 3 e 14 e Fp 2:5 a 8)

O Mashiach é eterno e não depende de nada nem de ninguém para existir. Ele é saiu de D’us e Sua natureza essencial é uma com o Pai. Yeshua manteve essa Sua unidade com o Eterno, mas Se tornou um ser humano a fim de obedecer à Torá como ser humano e morrer como Substituto por todos aqueles que transgrediram a Torá, ou seja, todos nós (Is. 53, Rm 3:23).
O Mashiach Se tornou homem, sem nenhuma vantagem em relação aos outros humanos.
Ele obedeceu à Torá de D’us, não mediante seu poder divino interior, mas confiando no mesmo poder divino exterior, disponível a toda a humanidade.

Jesus e a Torá

D’us em Yeshua tornou-se plenamente homem. “Yeshua é o resplendor da Shekhiná, a expressão exata da essência de D’us, sustentando tudo o que existe por sua palavra poderosa.” (Hb 1:3) é o mesmo que se achava deitado na manjedoura (Lc 2:16). Isso significa que Aquele que “é antes de todas as coisas”, em quem “tudo subsiste” (Cl 1:17) é o mesmo que, tornando-se como humano, crescia “em sabedoria, estatura e graça” (Lc 2:52). Significa que Aquele sem o qual “nada do que foi feito se fez” (Jo 1:3) é o mesmo que foi morto e pendurado num madeiro (Is. 53, At 5:30).
Se tudo isso revela o amor do Mashiach por nós (e Seu amor é apenas uma manifestação do amor do Pai), então não é de admirar que tenhamos tantos motivos para nos alegrar e agradecer!

Leia na Bíblia Romanos 8:38 e 39.

O que nos dá razões poderosas para confiar no que Rabi Shaul disse nesses versos?

*O amor do Messias

*Para maiores detalhes sobre a singularidade do Mashiach acesse:

https://herancajudaica.wordpress.com/2015/07/27/os-judeus-os-cristaos-e-o-salmo-110/

Anúncios