Yom Kipur (Hakipurim)


O livro de Hebreus ensina que o serviço do mikdash era um modelo do Santuário do Céu, onde o Mashiach adentrou e começou a oficiar como nosso Cohen Gadol. O serviço do mikdash, com seus dois compartimentos e rituais sacrificais e de purificação, era a “cópia e sombra do original que está no céu. Quando Moshe ia começar a erigir a Tenda, D’us o advertiu: ‘Tenha o cuidado de fazer tudo conforme o padrão que lhe foi mostrado no monte’ (Êx 25:40)” (Hb 8:5).
Assim como o serviço do sacerdotal do mishcan compreendia um serviço nos dois compartimentos,
o lugar santo e o Santo dos Santos, assim também compreende o serviço do Mashiach no Santuário do Céu. (veja Apoc. 11:19 e 15:5). No mikdash, o conceito de juízo era representado no Yom kipur (o dia da expiação), que resultava na purificação do mikdash, descrita em Vayicrá 16. Essa era a única vez no ano em que o Cohen Gadol entrava no segundo compartimento, Santo dos Santos (Lv 16:12-14), para fazer o serviço de purificação e expiação em favor do povo.
9. O que precisa ser purificado e limpo? Por que isso é uma referência clara ao Yom Kipur do serviço do Mashiach? (Hb 9:20 a 23)

Os estudiosos ficam surpresos com a afirmação de que o próprio Santuário do Céu precisava ser “purificado”. No entanto, uma vez que isso é entendido como uma referência ao Yom Kipur, o problema desaparece. Hebreus 9:23 revela que o serviço do Mashiach no
Santuário do Céu é a verdadeira expressão do que o cohen gadol fazia no serviço anual do Yom Kipur no mishkan. O serviço do Cohen Gadol na purificação do mishkan prefigurava o serviço que o Mashiach um dia faria no Santuário do Céu. O texto não declara que essa
purificação celestial ocorreria imediatamente após a ascensão do Mashiach.

Purificação do Santuário

Mediante o estudo do livro de Daniel, vemos que essa fase de Seu ministério começou no Yom Kipur de 5605 (1844). Portanto, nestes últimos dias, precisamos entender a solenidade do tempo em que vivemos, mas descansar na certeza do que o Mashiach fez por nós no passado e está fazendo agora no Santo dos Santos do Santuário do Céu.
O primeiro anjo declara: “Temam a D’us, deem-Lhe glória, porque chegou a hora do seu juízo!” (Ap 14:7). A realidade do juízo aponta para a proximidade do fim. Como essa realidade deve impactar nossa maneira de viver?

 

Para maiores informações sobre a purificação/yom kipur celestial acesse:

https://herancajudaica.wordpress.com/2016/05/06/os-sacrificios-os-dias-de-festa-e-o-ano-de-1844/

https://herancajudaica.wordpress.com/2017/01/21/o-yom-kipur-de-1844-e-o-calendario-caraita/

Anúncios