A promessa e a yetser hará


Uma das promessas mais maravilhosas das Escrituras se encontra na carta de Rabi Shaul a comunidade de Roma: “Portanto, não há mais nenhuma condenação esperando por aqueles que estão em união com o Messias Yeshua” (Rm 8:1). Essas palavras são como uma espécie de arremate, uma conclusão da linha de raciocínio antecedente.
Somente se estudarmos o que Shaul falou antes desse verso, podemos entender melhor a esperança e a promessa encontradas nele.

1. Leia Romanos 7:15 a 25. Qual é a essência das palavras de Shaul nesses versos, tornando tão encorajadora sua declaração em Romanos 8:1?

espelho

Embora tenham surgido algumas divergências no decorrer do tempo sobre a identidade de Shaul nesta passagem – seja o próprio Rabi Shaul como um crente no Mashiach ou não – uma coisa é clara: Shaul fala aqui sobre a realidade do pecado.

Todos podemos nos identificar de alguma forma com a luta a que Shaul se referiu nesses versos. Quem já não sentiu a atração do impulso do “pecado que habita” em nós, levando-nos a fazer o que não devemos fazer, ou a deixar de fazer o que devemos fazer? Para Shaul, o problema não é a Torá, mas a nossa natureza humana (yetser hará).
Quem já não se viu desejando fazer o que é certo, mas acabou fazendo o que é errado?
Mesmo que Shaul não estivesse falando da  inevitabilidade do pecado na vida de um crente
religioso, ele certamente estava argumentando, de maneira muito convincente, que enfrentamos
uma luta constante quando buscamos obedecer ao Eterno.
Então, ele declarou as famosas palavras: “Que criatura miserável eu sou! Quem me salvará deste corpo sujeito à morte?” (Rm 7:24). Sua resposta se encontra em Yeshua e na grande promessa de que “nenhuma condenação” há para aquele que está em Yeshua Ha-
Mashiach e que, pela graça, anda segundo o Espírito. Certamente, temos lutas e enfrentamos tentações. O pecado é real. No entanto, na fé, os crentes em Yeshua Hamashiach não estão mais sob a condenação da Torá; Eles obedecem a ela. Portanto, andam no Espírito e
não “segundo a má inclinação (yetser hará)” (Rm 7:25).
Você se identifica com as palavras de Shaul? Por que, então, Romanos 8:1 é uma promessa tão maravilhosa?

Anúncios