A Torá e o pecado


Na última postagem, examinamos a passagem que fala sobre a realidade universal do pecado (Rm 7:15-25). Contudo, nos versos anteriores, Shaul destacou a Torá, que mostra como o pecado é predominante e mortal.
2. De acordo com Romanos 7:1 a 14, qual é a relação entre a Torá e o pecado? O que esses versos também declaram sobre a impossibilidade de sermos salvos pela Torá?

dez mandamentos 3
Dois pontos cruciais surgem nesse ensinamento de Shaul. Em primeiro lugar, a Torá não é o problema. Ela é santa, justa e boa (Rm 7:12). O problema é o pecado,
que leva à morte. Outro ponto é que a Torá não tem poder para nos salvar do pecado nem da morte. A Torá aponta esse problema. No máximo, ela o torna ainda mais aparente, mas nada oferece para resolvê-lo.
Somente um leitor superficial poderia usar esses versos (além de outros) para argumentar que a Torá, os Dez Mandamentos, foi anulada, ignorando tantos outros
textos que mostram que a Torá ainda é válida hoje. Esse é o oposto do argumento de Shaul. Nada do que o Shaliach escreveu nessa passagem faria sentido se a Torá fosse anulada. Seu argumento funciona sob o pressuposto de que a Torá ainda é válida,
pois ela aponta a realidade do pecado e a resultante necessidade do Mashiach.
“Portanto, que devemos dizer? Que a Torá é  pecaminosa? D’us não o permita! Ao contrário, a função da Torá era que, sem ela, eu não soubesse o que é o pecado. Por exemplo, eu nunca teria consciência do que a cobiça é, se a Torá nunca tivesse dito:
“Não cobice”.(Êx 20 14 (17); Dt 5:21)” (Rm 7:7).
3. Leia com atenção Romanos 7:13. O que Shaul disse não apenas sobre a Torá? Por que ela ainda é necessária?

pecado 6
A Torá não produz morte, mas o pecado gera a morte. A Torá mostra quanto o pecado é mortal. A lei é boa, na medida em que aponta o pecado. Porém, ela simplesmente não tem resposta para ele. Somente as boas novas sobre o Mashiach tem.
O argumento de Shaul é que nós precisamos servir em “nova forma a provida pelo Espírito” (Rm 7:6); isto é, em um relacionamento de confiança com Yeshua, confiando em seus méritos e em sua justiça para a yeshuá. Sua experiência com a obediência à Torá revela sua necessidade da graça de D’us?

Anúncios