A restauração de Israel


Existem dois tipos de profecias messiânicas no Tanach: o primeiro prevê um Messias soberano que governaria para sempre (Mashiach Ben David – Sl 89:3, 4, 35-37; Is 9:6, 7; Ez 37:25; Dn 2:44; 7:13, 14); o outro prediz que o Messias sofreria pelos pecados do povo (Mashiach Ben Yosef – Is 52:13–53:12; Dn 9:26). Essas profecias não se contradizem.
Elas apenas apontam para duas fases consecutivas do serviço do Mashiach: primeiramenteEle sofreria, e depois Se tornaria Rei (Lc 17:24, 25; 24:25, 26). A expectativa judaica no 1º século da era comum acerca do Mashiach, no entanto, era unilateral. A esperança de um Messias soberano, que traria libertação política (Mashiach ben David), acabou obscurecendo a noção de um Messias que sofreria e morreria (Mashiach Ben Yosef).
A princípio, os talmidim (discípulos) compartilhavam dessa esperança de um Messias soberano. Eles acreditavam que Yeshua era o Mashiach (Mt 16:16, 20) e, às vezes, eram surpreendidos disputando entre si sobre quem se assentaria à Sua esquerda e à
Sua direita quando Ele subisse ao trono (Mc 10:35-37; Lc 9:46). Apesar das advertências de Yeshua sobre o destino que O aguardava, eles simplesmente não conseguiam entender o que Ele queria dizer. Então, quando Ele morreu, ficaram confusos e desanimados,
e declararam: “E nós esperávamos que ele fosse o libertador de Israel!” (Lc 24:21).

1. De acordo com Atos 1:6 e 7, o que os talmidim (discípulos) do Mashiach Yeshua ainda não compreendiam? Como Yeshua lhes respondeu?

(para ler o texto bíblico acesse o link: https://www.bibliaonline.com.br/acf )

Bíblia estude
Se a morte de Yeshua representou um golpe à esperança dos talmidim, sua ressurreição
a reacendeu, aumentando suas expectativas políticas, possivelmente a um nível sem precedentes. Parecia natural conceber a ressurreição como um forte indicador de que o reino messiânico seria finalmente estabelecido. Contudo, Yeshua não deu nenhuma
resposta direta aos seus talmidim. Ele não rejeitou a premissa por detrás da pergunta deles a respeito de um reino iminente, mas também não a aceitou. Ele não solucionou a questão, lembrando-lhes de que o tempo das ações de D’us pertence ao próprio Eterno e,
portanto, é inacessível ao ser humano.

 

De acordo com Lucas 24:25, qual foi o verdadeiro problema dos talmidim de Yeshua? Por
que é fácil acreditar no que desejamos, em vez de crer no que as Escrituras realmente
ensinam? Como podemos evitar essa armadilha?

Anúncios