A Sabedoria na Bíblia Hebraica


  • #

    Um homem de sabedoria

    De acordo com Êxodo 31:3, Besaliel era capacitado “com habilidade, inteligência e conhecimento”. No hebraico original, essas são três qualidades mentais distintas. O primeiro termo, “habilidade”, é rorrima חָכְמָה em hebraico. Isso é muito mais do que meramente possuir fatos. Rorrima é a sabedoria, a capacidade de falar sabiamente, indo além da mera elocução de “palavras de vento” (Jó 16:3). O paradigma bíblico dessa “sabedoria” é o rei Salomão, que era conhecido em todo o mundo por sua genial capacidade de julgar casos difíceis (1 Reis 4:34).

  • #

    profeta III.jpg

  • Um homem de entendimento

    A segunda qualidade dada a Besaliel, “inteligência”, é tevuná תְבוּנָה em hebraico. Essa palavra, que vem da raiz B.I.N, refere-se à capacidade de discernir. Esse é um “homem de entendimento” (Prov. 15:21), uma pessoa capaz de avaliar uma situação complexa, dar um passo para trás e distinguir o certo do errado sem perder a serenidade. Isso é fundamental em tempos de crise. É uma pessoa capaz de trabalhar de forma produtiva enquanto permanece emocionalmente alheia, pois “Quem é tardio em irar-se é grande em entendimento” (Prov. 14:33).

  • #

    Encontre a verdadeira sabedoria na Bíblia hebraica

    A terceira qualidade, “conhecimento”, é da’at דַּעַת em hebraico. Adão e Eva foram proibidos de comer da “árvore do conhecimento do bem e do mal”. Isso se refere ao conhecimento factual do que é moralmente certo e errado. Originalmente, essa qualidade pertencia a Deus apenas e, quando Adão e Eva comeram o fruto e adquiriram esse conhecimento, eles foram expulsos. Apenas ao explorar essas três palavras no original em hebraico chegamos ao cerne do verdadeiro significado da Bíblia.

  • FONTE:                              https://lp.israelbiblicalstudies.com

Anúncios