B’rakhah – Bênção


Sem dúvida alguma todos nós precisamos de bênçãos.

  • Pedimos uma bênção sobre os noivos no dia do casamento.

  • Agradecemos pela bênção do alimento e da saúde.

  • Desejamos bênçãos para aqueles que amamos.

B'rakhah Bênção 1

Desde os tempos de Jesus, e ainda antes, até aos nossos dias foi e é esta, a estrutura interna no contexto bíblico da adoração.

A palavra b’rakhah é normalmente traduzida como bênção, porém, pode significar admiração, louvor, agradecimento, é um dos termos que condensa toda a riqueza e originalidade do pensamento hebraico.

B'rakhah Bênção 2

Essa forma de adorar a Deus coloca o ser humano diante de Deus e defronte ao mundo.

Seguindo esse formato bíblico de se apresentar diante de Deus como a fonte e a norma.

Cria também um elo entre o homem e o mundo, Deus delegou ao homem o cuidado e o usufruto do planeta.

Em relação a Deus e ao mundo…

…o ser humano é o intérprete e beneficiário:

Deus lhe deu o raciocínio, o poder para interpretar a vida, para pensar, agir e escolher.

O homem é o beneficiário…

B'rakhah Bênção 3

…é o objeto da atenção divina e o destinatário dos bens da terra.

Em relação a Deus e ao homem, o planeta é um dom, um presente, uma dádiva dada pelo Criador a humanidade.

Era o costume de Jesus, como judeu religioso e Messias de Deus utilizar da b’rakhah constantemente, por exemplo:

Entre todas as bênçãos que devem ser elevadas a Deus…

B'rakhah Bênção 4            …têm particular importância as que estão ligadas aos frutos da terra.

Antes de alimentar-se com o pão se bendiz ao Eterno.

Começando pela Fonte

 

Quando se ora a Deus a partir das bênçãos bíblicas, se começa pela fonte:

Começa-se a oração bendizendo a Deus:

“Sê bendito, Senhor, Criador e Rei do Universo …”,

…ao fazer assim se reconhece a Deus como origem e proprietário das coisas…

…se reconhece o mundo como um dom que deve ser aceito e compartilhado.

B'rakhah Bênção 6

Quando se diz uma b’rakhah, uma bênção, se reconhece a Deus como provedor e mantenedor da vida em toda a sua complexidade.

Da perspectiva bíblica, não há compartimentos:

A visão bíblica a vida é holística, isto é, integral, una:

Tudo é razão para bendizer

Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.” I Tess. 5:18 

Esse dar graças em seu contexto bíblico, cultural original tem o seguinte significado:

Quando se tem notícia de que um milagre foi alcançado na vida de alguém deve-se dizer:

“Bendito seja Deus, Criador, Rei dos céus e da terra que realizou maravilhas em favor de tal pessoa…”

B'rakhah Bênção 7

Quando você fica extasiado diante da beleza do mar…

…ou de uma montanha, ou de uma floresta muito verde deve-se dizer:

“Bendito seja Deus, Criador, Rei do Universo, aquele que realiza a obra da Criação”.

Quando se compra uma casa nova, deve dizer:

“Bendito seja Deus, Criador, Rei do Universo, que nos deu a vida e esse mundo para vivermos e nos conserva nesse novo abrigo”.

B'rakhah Bênção 16

            Mesmo ao utilizar um perfume se diz:            “Bendito sejas tu, Senhor, que crias as ervas perfumadas…”

Não existe circunstância em que não se diga uma b’rakhah, uma bênção.

E se algo de ruim acontece em sua vida?

Como devemos bendizer a Deus?

B'rakhah Bênção 8

“Bendito seja Deus, Criador Rei do Universo e juiz de toda a terra. ”

Quando se bendiz a Deus em situações de injustiça, tentação ou provação, se

está expressando a certeza de que Deus, está no controle apesar de seu infortúnio e no

momento de Deus, Ele fará justiça.

B'rakhah Bênção 9           Quando você bendiz a Deus em situações difíceis em sua vida…

…com este ato de fé, o negativo é resgatado e vencido,

…se vence na esperança viva de que Deus está no controle,

Ao se chamar a Deus de “juiz de toda terra”, se faz uma profissão de fé de que mesmo quando acontece coisas ruins com pessoas boas, um dia o Messias, quando Ele voltar, corrigirá toda injustiça.

B'rakhah Bênção 10

            …mesmo quando acontecem coisas ruins que não entendemos, ao fazer uma B’rakhah, uma bênção, você está confessando sua fé de que um dia Deus irá concertar o mundo.

Pois… “o justo viverá pela…fé! ”

Bendizendo Pessoas

Muito interessante que na oração bíblica você também bendiz as pessoas:

Quem encontrar um lugar onde a idolatria imperava…

…ou pessoa que se converteu e agora adora ao Deus único e invisível deve-se dizer:

“Bendito seja quem se afastou da idolatria”.

…bendito o que vem em nome do Senhor…

…bendito o homem que confia no Senhor…

Etc.

B'rakhah Bênção 11

Quando S. Y. Agnon (1880-1970) recebeu a notícia do prêmio Nobel (1966), fez logo uma b’rakhah:

  • “Bendito sejas, Senhor, Criador Rei do Universo que és bom e fazes o bem”.

E quando chegou a Estocolmo para receber o prêmio Nobel, e viu o rei da Suécia, recitou outra b’rakhah:

  • “Sê bendito, Senhor, Criador Rei do Universo que fazes os mortais participarem de tua glória”.

Ai está a beleza do que Paulo disse…

…em tudo dar graças (bendizei, b’rakhah)…

…então fica claro que é:

…uma expressão de uma inteligência transparente,

…capaz de ver toda realidade sob a luz de que Deus está presente.

B'rakhah Bênção 12

A B’rakhah é a expressão que ensina que mesmo no cotidiano, no dia a dia, seja no trabalho mais simples, ou na presença do Rei…

…o Eterno está ali possibilitando que tudo aconteça.

A b’rakhah pela Torá

Desde que começamos a aprender sobre a Bíblia, a Palavra de Deus, aprendemos que antes de abrir a Bíblia devemos orar, correto?

B'rakhah Bênção 13

Mas, de onde veio este ensinamento?

Encontramos sua ancestralidade em uma b’rakhah…

É costume, além de bendizer ao Eterno pelos frutos da terra, o fazer também pela leitura da Torá, que reflete o respeito pela Bíblia inteira.

Se bendiz a Bíblia, pois, ela, do mesmo modo que os frutos da terra, alimenta e alegra o coração do homem.

Os frutos da terra não se bastam para que o homem viva feliz…

…o próprio Jesus disse:

“…nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus…” Deut. 08:03, Mat. 04:04.

Jesus fez uma conexão entre o que se come para se ter saúde e vida longa, com o alimento da Palavra de Deus que fornece a vida eterna.

B'rakhah Bênção 15

A B’rakhah e o milagre

A prece de bênção, motivada pelos bens da terra e pelo dom da Bíblia, pressupõe e expressa o sentido de admiração e de maravilha.

De acordo com a concepção comum “milagre” é tudo aquilo que, contradizendo às leis naturais, se configura como extraordinário, fora do comum.

O nascimento do sol não é considerado um milagre porque o fenômeno acontece todo dia e é tido por normal.

Ninguém imagina ser um milagre o desabrochar de uma flor e seu adocicado perfume.

B'rakhah Bênção 16

Porém, quando acontece uma cura, se apela para o milagre…

…porque não acontece “regularmente”, está “fora” do ordinário.

E é nestes momentos que muitas pessoas resolvem dar graças a Deus, e demonstram gratidão das mais diversas formas…

…a quem faça uma peregrinação a uma cidade ou santuário sagrado para agradecer…

…outros cumprem promessas ou fazem sacrifícios pessoais…

Porém, na visão cultural bíblica o “milagre” não é o excepcional…

…mas toda realidade desde a mais cotidiana e banal…

…à mais rara e fantástica…]

…são um milagre da vida que o Eterno nos deu.

Muitas coisas passam “batido” por nossos olhos…

B'rakhah Bênção 19

Por exemplo, o mundo e as coisas que nele contém tem uma característica dupla:

  • Uma imediata e aparente.

  • A outra oculta e fundamental.

Num primeiro nível de percepção o pão é o meio de sustento,

…e o sol uma fonte de luz,

…mas, em um nível mais profundo…

…eles são “sinais” da bondade de Deus, mediações de seu amor criador.

B'rakhah Bênção 18

No primeiro nível as coisas permanecem cotidianas, comuns…

…consideradas no segundo nível elas se revestem de novos significados e se tornam extraordinárias.

Quando se faz a oração de bênção…

…se supera a fatalidade das coisas…

…e introduz a sua interioridade.

B'rakhah Bênção 17

Ao invés de bendizer uma “bênção”, algo que se ganhou dizendo:

Obrigado Senhor por isso ou por aquilo…

Deve-se bendizer a Deus que fez isso ou aquilo…

…é uma sutil diferença.

“Bendito o Eterno Rei do Universo…”

A B’rakhah e o temor a Deus

Certa vez um crime fora cometido, uma mulher grávida fora baleada e perdera a criança, o repórter perguntou ao marido e pai o que ele achava e o que estava sentindo e ele disse, que na sociedade faltava o temor a Deus.

Imediatamente em um programa popular de auditório um apresentador citou o crime e desfez das palavras do pai, dizendo que de Deus não se devia ter medo e sim amor.

O que é o temor a Deus?

“O temor é a intuição da dignidade das criaturas e de todas as coisas que existem e do grande valor que elas têm…

…o temor é a percepção da transcendência…

…é a percepção do fato de que tudo que é bom e digno em todo lugar faz referência a Deus.

O temor a Deus é uma intuição de que a vida é mais do que aparenta ser rotineiramente.

Muitos que dizem crer em Deus não tem o temor a Deus!

Estão totalmente limitados por uma perspectiva.

Tem uma só visão das coisas.

E dentro de sua visão míope começam a avaliar uma parte como se fosse o todo.

Mas, com essa luz incerta, até a visão da parte fica alterada.

Na Bíblia quando você muda sua atitude diante do cotidiano e bendiz a Deus com uma B’rakhah, dizendo:

“Bendito seja o Senhor, Criador, Rei do Universo…”

Você transforma as coisas mais comuns…

…mais cotidianas…

…em algo com significado sagrado, Deus está ali.

E ai, o temor a Deus se manifesta na melhor das formas, no comportamento, mais, do que nas palavras.

A B’rakhah e o dom

Quando alguém bendiz a Deus antes de uma refeição está reconhecendo a sua paternidade de Deus, em vez de atribuí-lo ao esforço e inteligência do homem.

B'rakhah Bênção 22    O alimento não é do homem, mas de Deus…

…não de posse, mas, como provedor.

Ao bendizer a Deus declaramos sua origem, finalidade e significado.

Quando você reconhece que tudo o que você tem vem do divino provedor como um dom gratuito, e você bendiz ao Senhor…

…você precisa reconhecer que essas mesmas coisas devem ser usadas respeitando a vontade do doador…

Isto significa que as coisas devem ser usadas não de acordo com projetos egoístas individuais, mas segundo o projeto de Deus.

Outra coisa importante!

A Bíblia nos ensina que devemos bendizer a Deus não somente pelos seus dons, suas bênçãos.

Louvar e admirar, está super correto.

Agradecer e reconhecer, é corresponder a Seu amor.

B'rakhah Bênção 20

Mas, também, em meio as nossas necessidades e infidelidades.

Nós seres humanos vivemos não somente a experiência do bem…

…mas também do seu oposto…

…as trevas, a injustiça, a opressão, o pecado, a morte etc…

Houve uma cisão entre o projeto de Deus e a sua realização.

Entre o Paraíso e o mundo que vivemos.

É nesse terreno que devemos amadurecer nossa consciência.

A oração de bênção, ou bendizer a Deus em oração expressa gratidão e um reconhecimento a Ele.

É reconhecer que a Ele devemos tudo, mesmo em meio ao mal, Ele pode transformar em bênção.

B'rakhah Bênção 21

Bendizer a Deus deve trazer alegria.

Alegria de saber que é objeto da benevolência de Deus.

É perceber que o mundo ao nosso redor, apesar do mal, ainda traz coisas boas a vida.

Desde a folhinha de erva que tempera nossa comida…

…até a galáxia…

…são a expressão da vontade organizadora de Deus…

…que tem o poder de transformar o caos em cosmos.

A grande pergunta é:

Você bendiz a Deus?

Você O reconhece em todos os momentos?

Ou você ainda faz separação na sua vida entre o que você crê e o que você vive?

Wladimir

Editor da RVHJ

Anúncios