Deus é Amor!


A essência do judaísmo

Shemá foi chamado de declaração de tese do judaísmo. É a mais sucinta declaração da Bíblia sobre a crença em um único Deus. Ela explica a nossa obrigação de amar o Senhor com todo o nosso coração, toda a nossa alma e todas as nossas forças. Essas são as primeiras palavras recitadas a cada manhã e a cada noite pelos judeus praticantes. Mas as mais profundas verdades do Shemá só podem ser compreendidas quando ele é lido no original em hebraico.

guematria hebraica amor.jpg

Os números por trás das letras

De acordo com o antigo sistema alfanumérico conhecido como “Gematria”, cada letra em hebraico tem um valor numérico. A primeira letra Alef (א) equivale a 1, a segunda, Bet (ב), equivale a 2, e assim por diante. Quando são somados os valores das letras, é obtido o valor numérico da palavra em hebraico. O Shemá termina com as palavras “o Senhor é Um“. Em hebraico, Um é ehad אחד:
(ח=8, א=1 ד=4). Essa palavra tem o valor numérico total de 13 (1+8+4 = 13).

Uma mensagem bíblica de amor

Surpreendentemente, o valor numérico da palavra para amor em hebraico, ahava (אהבה), também é 13 (ה=5, ב=2, ה=5, א=1). Muitos estudiosos da Bíblia acreditam que isso significa que, no mais profundo nível místico, o conceito da unicidade de Deus está inextricavelmente ligado ao conceito de amor. Somente em hebraico é possível sentir a essência dessa oração única; o Senhor é um Deus amoroso, e adorá-lo significa levar o amor ao mundo.

Fonte: https://lp.israelbiblicalstudies.com

Anúncios