Arquivo da Categoria: Beth Midrash – Lições da Escola Sabatina

Aprofundamento do tema: O Conflito Cósmico

A ideia de um conflito entre o bem e o mal é lugar comum nas religiões mundiais, tanto modernas quanto nas mais antigas. Esta é a maneira natural de se explicar a existência de… Continuar lendo

A Torá e a Bessorá

Carregamos em nosso nome muito do que defendemos. Guardadores do sétimo dia” representa o Shabat (o sétimo dia da semana), o que indica nossa crença não apenas nessa única mitzvá, mas, por implicação, em todos… Continuar lendo

Ele está conosco todos os dias

No livro Revelação, Yochanan profetizou a perseguição que o povo de D’us enfrentaria ao longo de boa parte da história. Os 1.260 dias proféticos (Ap 12:6; 12:14) indicam 1.260 anos de perseguição contra o povo… Continuar lendo

Guerra no Céu e na Terra

A queda de nossos primeiros pais afundou o mundo no pecado, na maldade e na morte. As pessoas podem até discordar quanto às causas imediatas ou sobre quem é o culpado, mas quem pode… Continuar lendo

Conhecimento e submissão

Embora não possamos explicar por que o mal surgiu (visto que não existe justificativa para isso), as Escrituras demonstram que ele começou no coração de hasatan, no Céu. Além das observações da escritora… Continuar lendo

A queda de um ser perfeito

Se o conflito cósmico forma a cosmovisão bíblica fundamental, isso nos leva a uma série de perguntas. Uma questão importante é: Como tudo começou? Visto que um D’us amoroso criou o Universo, é… Continuar lendo

Acharit hayamim – O Fim dos Dias

O conflito cósmico, às vezes chamado de “o grande conflito”, é a interpretação da cosmovisão bíblica. Ele forma o cenário no qual se desenrola o drama do nosso mundo, e até mesmo do Universo.… Continuar lendo

Baixo Preço – 8

“Hoje o inimigo compra indivíduos a preço bem baixo. ‘Por nada fostes vendidos’ (Is 52:3) é a linguagem das Escrituras. Um se vende pelos aplausos do mundo, outro por dinheiro; um para satisfazer a paixões… Continuar lendo

A total futilidade do materialismo – 7

Há muitas pessoas que amam Hashem. Sua identidade é unida à Dele de uma forma que os bens materiais não podem separar. 8. De acordo com os livros Devarim, 1Kefa, Yochanan e Gálatas,… Continuar lendo

Amor próprio – 6

“Por isso, digo a cada um de vocês, pela graça que me foi dada, que não exagerem nas idéias sobre a própria importância. Em vez disso, desenvolvam uma avaliação sóbria de si mesmos, baseada… Continuar lendo

A fascinação do materialismo – 5

O mundo publicitário é poderoso. As empresas gastam bilhões para expor imagens de seus produtos diante de nós. Elas quase sempre usam pessoas bonitas e atraentes para promover o que estão vendendo. Olhamos para o… Continuar lendo

Enchendo os celeiros – 4

3. Leia Lucas 12:15-21. Qual é a mensagem desse texto? Como esse princípio se aplica a alguém que não seja necessariamente rico? Quer sejamos ricos quer pobres, o desejo de possuir as coisas pode… Continuar lendo

Senhor deste mundo – 3

O dinheiro se tornou o deus deste mundo, e o materialismo é sua religião. O materialismo é um sistema sofisticado e traiçoeiro que oferece estabilidade temporária, mas não segurança suprema. O materialismo, como o definimos… Continuar lendo

A influência do materialismo – 2

“Em outras palavras, não se deixem conformar aos padrões do Olam Hazê. Em vez disso, continuem se transformando mediante a renovação de sua mente, para que saibam o que D’us deseja” (Rm 12:2) As Escrituras… Continuar lendo

Introdução ao Tikun Olam – A vida de um Administrador – 1

Tikun Olam vem da expressão em hebraico que visa administrar a vida relacionando–a com a espiritualidade. Tem como objetivo melhorar, consertar, preparar, arrumar,ou apenas fazer algo (Tikun) com o mundo (Olam). Precisamos reconhecer… Continuar lendo

“Kedoshim” em Roma

Amados por D’us. Embora seja verdade que D’us ama o mundo, em um sentido especial D’us ama aqueles que O escolheram, aqueles que correspondem ao Seu amor. Vemos isso na esfera humana. Amamos de maneira… Continuar lendo

Shaul em Roma

Shaul chegou a Jerusalém no final de sua terceira viagem, levando aos pobres uma tsedacá que ele havia recolhido das congregações da Europa e da Ásia Menor. Porém, acontecimentos inesperados o aguardavam. Ele foi… Continuar lendo

O desejo do Rabi Shaul de visitar Roma

Não há dúvida de que o toque pessoal é a melhor maneira de se comunicar na maioria dos casos. Podemos telefonar, mandar e-mail, mensagem de texto e até mesmo falar por chamada de… Continuar lendo

A igeret de Shaul o Shaliach

O texto de Romanos 16:1 e 2 indica que Shaul provavelmente escreveu essa carta na cidade grega de Cencréia, próxima a Corinto. A menção que Shaul fez de Febe, uma moradora da região… Continuar lendo

Rabi Shaul em Roma

É importante que o estudante da igeret (carta) aos Romanos compreenda o contexto histórico dela. Informações sobre as condições da época são sempre fundamentais quando buscamos compreender a Palavra de D’us. Precisamos conhecer e compreender os… Continuar lendo

Habessorá no Tanach

Em Gálatas 3:8, Shaul disse: “Também o Tanach, antevendo que D’us consideraria os gentios justos quando vivessem mediante a confiança e a fidelidade, contou antecipadamente as boas-novas a Avraham, dizendo: “Por meio de você, todos… Continuar lendo

Considerado Tsadik

4. Por que Shaul apelou primeiramente a Avraham ao examinar as Escrituras em busca de confirmação para sua mensagem? Gl 3:6 Avraham é uma figura central no judaísmo. Não somente foi o pai… Continuar lendo

Fundamentado nas Escrituras

Até Gálatas 3:5, Shaul defendeu a mensagem de sermos declarados justos por causa da emuná (fé) – justificação pela confiança – apelando ao acordo feito com os líderes em Yerushalayim (Gl 2:1-10) e… Continuar lendo

Gálatas estúpidos!

1. Leia Gálatas 3:1-5. Resuma abaixo o que Shaul disse a eles. Em que sentido podemos estar em perigo de cair na mesma armadilha espiritual, de começar bem e depois distorcer a guarda dos… Continuar lendo

Emuná e o Tanach

“O Messias nos redimiu da maldição pronunciada na Torá ao se tornar amaldiçoado em nosso lugar; porque o Tanach diz: ” Maldito todo aquele que é suspenso no madeiro ” (Gl 3:13 citando Dt 21:22,… Continuar lendo

A Torá Requer

“A Torá tem sido considerada longamente. Ela tem sido apresentada às congregações de modo quase tão destituído do conhecimento de Yeshua HaMashiach e de Sua relação para com a Torá como ocorreu com a oferta… Continuar lendo

A emuná promove o pecado?

Uma das principais acusações contra Shaul era a de que a mensagem da justificação pela confiança (emuná) apenas encorajava as pessoas a pecar (Rm 3:8; 6:1). Sem dúvida, os acusadores argumentavam que, se as… Continuar lendo

A Obediência da emuná

Shaul deixou claro que a emuná (fé) é absolutamente fundamental para a vida religiosa. É o meio pelo qual lançamos mão das promessas que temos no Mashiach. Mas o que é emuná, exatamente? O que… Continuar lendo

A Base da nossa Justiça

“Ser encontrado unido a ele, desprovido de qualquer justiça pessoal baseada no legalismo, possuidor, porém, da justiça decorrente da fidelidade do Mashiach, justiça proveniente de D’us com base na confiança.” (Fp. 3:9) Os judeus seguidores… Continuar lendo

O cumprimento da Torá

3. Shaul disse três vezes em Gl 2:16 que uma pessoa não é declarada justa por “cumprir mitzvot”. O que ele quis dizer com a expressão “cumprir leis da Torá”? O que os seguintes textos… Continuar lendo

A questão da “justificação” (ser declarado tsadik)

1. Em Gálatas 2:15, Paulo escreveu: “Somos judeus por nascimento e não ‘goyim pecadores´”. O que ele quis dizer com essas palavras? As palavras de Shaul devem ser entendidas no seu contexto. Na… Continuar lendo

Justificação, tsedaká, mitzvot e emuná?

Como vimos nos estudos anteriores, Shaul confrontou Kefa publicamente em Antioquia pela falta de coerência entre a fidelidade que ele defendia e o comportamento que ele apresentou. Na melhor das hipóteses, a decisão de Kefa… Continuar lendo

Mesmo os Melhores Homens

“Mesmo os melhores homens, se deixados a si mesmos, cometerão graves erros. Quanto mais responsabilidades forem colocadas sobre o agente humano, quanto mais elevada for sua posição para mandar e controlar, mais dano ele certamente… Continuar lendo

A Preocupação de Shaul

A situação em Antioquia estava tensa: Shaul e Kefa, dois líderes, estavam em conflito aberto. Shaul não se conteve quando pediu a Kefa que explicasse seu comportamento. 6. Por que Shaul confrontou Kefa publicamente?… Continuar lendo

Confronto em Antioquia

Algum tempo após a reunião decisória de Jerusalém, Kefa fez uma visita a Antioquia da Síria, o local da primeira kehilá de não-judeus (goyim) e a base das atividades de anúncio da bessorá de Shaul… Continuar lendo

Unidade na diversidade

3. Leia Gálatas 2:1-10. Shaul disse: os “que se fazem passar por irmãos se infiltraram em nosso meio – eles vieram às ocultas para espionar a liberdade que temos no Mashiach Yeshua e… Continuar lendo

B’rit milá e os falsos irmãos

2. Por que a b’rit milá foi um ponto tão importante na controvérsia entre Shaul e alguns judeus crentes no Mashiach? Gn 17:1-22; Gl 2:3-5; 5:2, 6; At 15:1, 5. A b’rit milá… Continuar lendo

A importância da unidade na Kehilá

1. De acordo com 1Co 1:10-13, qual é a importância de manter a unidade na Kehilá? Tendo refutado todas as alegações de que sua bessorá não havia sido dada pelo Eterno, Shaul dirigiu sua… Continuar lendo

A unidade da bessorá

“Então, completem meu trabalho mediante o propósito e o amor comuns, sendo um no coração e na mente” (Fp 2:2).  A Unidade da kehilá deve ser sempre preservada, contanto que isso não custe a… Continuar lendo

Judeus de nascimento

“Em quase todas as kehilot havia alguns membros judeus de nascimento. A esses conversos muitos mestres tinham fácil acesso e, por meio deles, ganhavam um ponto de apoio nas comunidades. Com argumentos bíblicos, era impossível… Continuar lendo

A Origem da Bessorá de Shaul

7. Os perturbadores da Galácia alegaram que a bessorá de Shaul era dirigida por seu desejo de obter a aprovação dos outros. Em sua carta, o que Shaul poderia ter feito de maneira diferente, se… Continuar lendo

Nenhuma outra bessorá

5. O que normalmente aparece depois da saudação inicial nas cartas de Shaul? Qual é a diferença em Gálatas? Gl 1:6; Rm 1:8; 1Co 1:4; Fp 1:3; 1Ts 1:2. Embora Shaul tivesse abordado… Continuar lendo

Bessorat Shaul – Chessed veshalom

3. Além de defender sua autoridade, o que Shaul enfatizou em sua saudação aos gálatas? (Compare Gl 1:3-5 com Ef 1:2; Fp 1:2; e Cl 1:2.) Uma das características singulares das cartas de… Continuar lendo

O chamado de Shaul

Embora os escritos de Shaul geralmente sigam o formato básico das cartas antigas, Gálatas contém uma série de características únicas. Essas diferenças podem nos ajudar a entender melhor a situação com a qual Shaul… Continuar lendo

Shaul, o escritor de cartas

1. Leia 2Pd 3:15, 16. Como a comunidade naquela época considerava os escritos de Shaul ? O que isso nos ensina sobre a inspiração? Quando Shaul escreveu aos gálatas, sob a orientação do… Continuar lendo

Habessorá e a autoridade de Shaul

“Por acaso busco agora a aprovação humana? Não. Desejo a aprovação de D’us! Ou estou tentando agradar às pessoas? Se eu ainda fizesse isso, não seria servo do Messias.” (Gl 1:10) Estudantes de uma universidade… Continuar lendo

Shaul haShaliach

“Anteriormente, Shaul haShaliach havia sido reconhecido como zeloso defensor da fé judaica e implacável perseguidor dos seguidores de Yeshua. Corajoso, independente, perseverante, seus talentos e preparo o teriam capacitado a servir quase em qualquer atividade.… Continuar lendo

Conflitos dentro da kehilá

Tudo que é humano é imperfeito, e não demorou muito para que começassem os problemas naquela comunidade de fé. Para começar, nem todos ficaram satisfeitos com a entrada dos goyim na comunidade. A divergência não… Continuar lendo

As boas novas chegam aos goyim

4. Onde foi estabelecida a primeira sinagoga dos goyim? Quais acontecimentos ocasionaram a ida dos crentes para lá? Qual lembrança do tanakh essa história traz? At11:19-21, 26; Dn 2 A perseguição que irrompeu em… Continuar lendo

Shaul em Damasco

Durante seu encontro com Yeshua, Shaul ficou cego e foi instruído a ir à casa de um homem chamado Yehudá (Judas). Ali ele deveria aguardar a visita de Hananyah. Sem dúvida, a cegueira… Continuar lendo