Beit HaMikdash – O Corpo como Templo do Espírito Santo.


               É um ensino judaico que o corpo humano seja o Templo do Espírito de D’us, o Beit HaMikdash, a casa da santidade. Mikdash é uma combinação de duas palavras hebraicas: Makom Kodesh. Makom = Local e Kodesh = Santo, ou lugar sagrado, foi ali que o Eterno colocou Seu nome, Devarim/Deut. 12:5. Ainda lemos:

                “E me farão um Santuário e morarei entre eles. ” Shemot/Êxodo 25:8 – Bíblia Hebraica Sêfer

Rabi Chaim Ben Atar ZY'A

                Um dos sábios judeus o rabi Chayim foi chamado de “Hakodosh”, “homem santo” e escreveu várias obras importantes, sendo o mais conhecido o seu comentário sobre a Torá, que é muitas vezes impresso ao lado de RASHI, o RAMBAN e outros comentáristas famosos[i].

                Ele faz um paralelo entre o Beit HaMikdash e a história judaica desde os tempos do deserto, e que mesmo estando no Galut (exílio) o povo de Israel tem a mitzvah (mandamento) de construir o Mikdash dentro de si mesmo, pois, cada um de nós deve fornecer uma residência para a presença de HaShem. Todo israelita deveria ser “um tabernáculo vivo em miniatura”.

                A declaração do Eterno de que Seu nome seria colocado no Santuário do Deserto está relacionado a manifestação de Sua presença no Shechiná, o Espírito Santo, acima da Aron Kodesh, a Arca da Aliança.

               O Ruach há Kodesh representa a atividade de D’us na Terra, normalmente é sinônimo para o próprio D’us. Ele guiou os patriarcas e inspirou os profetas com mensagens de conforto, mas por vezes de repreensão, Abraão Ben David de Posquiéres, alegou que o Ruach Há Kodesh aparecera em sua academia. Há uma promessa, comentada pelos sábios judeus, que nos tempos do Mashiach, o Santo Espírito seria dado plenamente.*        

                “O Trecho de Sefer Charedim – O Livro dos Apavorados (R. Eliezer Azkari, c 1550.) 66:27, diz:

                  – Você é um templo para a presença do Rei Santo! Como tal, é extremamente importante que você santifique seu coração e sua alma, assim como todos os 248 membros  do seu corpo.

                 Está escrito:

                “O Santo, está no meio [be’kir’becha]” (Oséias 11:9), e “Eles [as pessoas] são Templo do Senhor” (Yirmiyahu 7:4), e “Sede santos, porque Eu, o Senhor, sou santo” (Vayicrá 19:2), e “Eu vou colocar Meu Mishkan [Tabernáculo] em seu meio[be’tochechem] “(Vayicrá 26:11). O Eterno diz: “Eu habito em vós.

                O rabino Chaim explica:

                “O Zohar compara cada judeu ao Templo (ou seja, o Tabernáculo permanente). Assim como o centro do Templo é o Santo dos Santos, o centro do ser humano é o seu coração. Sua cabeça está acima dele, seus pés estão abaixo dele, de modo que o coração, que está no ponto central de seu tronco, é o centro real de seu ser. Assim como a santidade que é a fonte de tudo o que é bom no mundo emana do Santo dos Santos, a força da vida dos humanos emana do coração.

Santuário medidas 3

Em seu comentário sobre Chumash, o Malbim explica que o Beit HaMikdash é um macrocosmo do corpo humano: Se você olhar para um plano da Heichel (Santuário) no Beit HaMikdash, você vai notar que a colocação dos vários móveis, o altar de incenso, a mesa dos pães asmos, e a Menorah todo corresponde à localização dos órgãos vitais do corpo humano. Em outras palavras, cada um dos vasos do Templo representa um órgão humano. O Zohar e o Midrash Ne’elam ensinam que as 613 partes do Mishkan diretamente correlacionadas com as 613 partes do corpo humano[ii].”

MaimonidesO corpo humano no Judaísmo é considerado como algo sagrado que deve ser tratado com respeito. “Segundo Maimônides, cuidar da saúde do corpo é uma das formas de servir a D’us, visto que “com o corpo doente é impossível conhecer D’us”. Em seu livro Mishne Torá (Hilchot Deot, capítulo 4), Maimônides dá todo um programa de vida. O programa que ele levanta fala sobre a quantidade e os tipos de alimentos que se deve comer, as horas que ele deve dormir, bem como a necessidade de realizar exercícios antes de comer. Conclui, garantindo que a adesão a ela garantirá uma vida longa. (Muitas de suas sugestões podem ser vistas em Kitzur Shuljan Aruj, capítulo 32)”.[iii]

 Corpo no Judaismo “A verdadeira religião e as leis da saúde andam de mãos dadas. É impossível trabalhar em prol da salvação de homens e mulheres sem apresentar-lhes a necessidade do afastamento dos prazeres pecaminosos, que destroem a saúde, aviltam a alma e impedem a verdade divina de impressionar a mente. Homens e mulheres precisam ser ensinados a vigiarem atentamente todo hábito e prática, e imediatamente evitarem as coisas que produzem estado insalubre do organismo e consequente sombra escura sobre a mente. D’us quer que os Seus luminares se proponham sempre norma elevada. Por preceito e exemplo, devem manter elevada a sua norma perfeita acima da falsa norma de Satanás que, se for seguida, produzirá miséria, degradação, doença e morte, tanto do corpo como da alma. Os que alcançaram conhecimento acerca da maneira de comer, beber e vestir para a preservação da saúde, partilhem com outros esse conhecimento. Ministre-se aos pobres as boas novas da saúde, de modo prático, para que saibam cuidar devidamente do corpo, que é o templo do Espírito Santo.”[iv]

Materialismo 2

 “A condescendência com as paixões inferiores levará muitíssimos a fechar os olhos à luz; pois temem ver pecados que não estão dispostos a abandonar. Todos podem ver, se quiserem. Caso prefiram as trevas em vez da luz, nem por isso será menor a sua culpa. Por que não leem os homens e mulheres, tornando-se mais versados nessas coisas que tão decididamente afetam sua resistência física, intelectual e moral?

                 Deu-vos D’us uma habitação para que dela cuideis, e a conserveis nas melhores condições para Seu serviço e Sua glória. Vosso corpo não vos pertence. “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de D’us, e que não sois de vós mesmos? Porque fostes comprados por bom preço; glorificai pois a D’us no vosso corpo, e no vosso Espírito, os quais pertencem a D’us.” I Cor. 6:19 e 20. “Não sabeis vós que sois o templo de D’us, e que o Espírito de D’us habita em vós? Se alguém destruir o templo de D’us, D’us o destruirá; porque o templo de D’us, que sois vós, é Santo.” I Cor. 3:16 e 17”.[v]

Rosh Wladimir

Para aprofundamento do tema acesse;

https://herancajudaica.wordpress.com/2016/05/27/ruach-ha-kodesh-espirito-santo/

 

 

 

 

*Unterman, Alan – Dicionário Judaico de Lendas e Tradições, pag. 233.)

[i] http://portaljudaico.com.br/rabi-chaim-ben-atar-o-or-hachaim-hakadosh/

[ii] https://docgo.net/philosophy-of-money.html?utm_source=mikdash-em-portugues

[iii] https://es.chabad.org/library/article_cdo/aid/2095123/jewish/El-Cuerpo.htm

[iv] White Gold Ellen, Conselhos sobre Saúde, p. 480

[v] Idem, p. 622.

Anúncios